Travestis e segurança pública: as performances de gênero como experiências com o sistema e a política de segurança no rio grande do sul Reportar como inadecuado




Travestis e segurança pública: as performances de gênero como experiências com o sistema e a política de segurança no rio grande do sul - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

GUILHERME GOMES FERREIRA ; MARCELLI CIPRIANI RODRIGUES ;Textos & Contextos Porto Alegre 2013, 12 1

Autor: BEATRIZ GERSHENSON AGUINSKY

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=321527373004


Introducción



Textos & Contextos (Porto Alegre) E-ISSN: 1677-9509 textos@pucrs.br Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Brasil GERSHENSON AGUINSKY, BEATRIZ; GOMES FERREIRA, GUILHERME; CIPRIANI RODRIGUES, MARCELLI Travestis e segurança pública: as performances de gênero como experiências com o sistema e a política de segurança no Rio Grande do Sul Textos & Contextos (Porto Alegre), vol.
12, núm.
1, enero-junio, 2013, pp.
47-54 Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Porto Alegre, RS, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=321527373004 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Travestis e segurança pública: as performances de gênero como experiências com o sistema e a política de segurança no Rio Grande do Sul Transvestites and public safety: the performance of gender as experiences with the system and security policy in Rio Grande do Sul BEATRIZ GERSHENSON AGUINSKY** *** GUILHERME GOMES FERREIRA MARCELLI CIPRIANI RODRIGUES****  RESUMO – O artigo discute como vêm se construindo as experiências sociais de travestis e transexuais na relação com o Sistema de Segurança Pública.
A relevância do tema relaciona-se com o compromisso éticopolítico do assistente social em desenvolver análises que contribuam para dar visibilidade às experiências sociais de sujeitos cujos direitos são violados em razão de suas identidades sexuais e de gênero.
Percebe-se que há uma desconexão entre a identidade incorporada e construída pelas travestis e transexuais e aquilo que é percebido e atribuído pela sociedade em geral.
A relação normalmente dissonante entre a apresentação e a identificação pública legitimada - oficial ou não - da população trans, a ...





Documentos relacionados