Políticas sociais e neodesenvolvimentismo: o desafio de formar para além de procedimentalismos Reportar como inadecuado




Políticas sociais e neodesenvolvimentismo: o desafio de formar para além de procedimentalismos - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Textos & Contextos Porto Alegre 2014, 13 1

Autor: JANE CRUZ PRATES

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=321531779001


Introducción



Textos & Contextos (Porto Alegre) E-ISSN: 1677-9509 textos@pucrs.br Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Brasil CRUZ PRATES, JANE Políticas Sociais e Neodesenvolvimentismo: o desafio de formar para além de procedimentalismos Textos & Contextos (Porto Alegre), vol.
13, núm.
1, enero-junio, 2014, pp.
1-8 Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Porto Alegre, RS, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=321531779001 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Editorial Políticas Sociais e Neodesenvolvimentismo: o desafio de formar para além de procedimentalismos Editorial – Social and Neo-Developmentism Policies: the challenge of training beyond procedimentalismos JANE CRUZ PRATES  O capitalismo no Brasil tem dependido muito para poder se desenvolver algum tipo de participação política das classes populares.
Tal dinâmica decorre de características estruturais da economia, da sociedade e do Estado brasileiros, que se inseriram tardiamente e de modo dependente no capitalismo mundial (BOITO, 2012). O neodesenvolvimento que, em tese, se estrutura em substituição ao neoliberalismo, forja um modelo híbrido de desenvolvimento que tenta conciliar diretrizes desenvolvimentistas e liberais e prega o crescimento econômico atrelado à expansão do social sob a fachada de um capitalismo humanizado (CASTRO, 2013).
No contexto brasileiro, a partir do governo Lula, isso se processa por meio da criação de empregos (quase sempre precários e temporários), políticas de recuperação do salário mínimo e programas de transferência de renda, enquanto a economia se renacionalizaria por financiamentos do BNDES à reindustrialização pautada na substituiç...





Documentos relacionados