Família no estado democrático de direito: o material e o simbólico na reprodução da ordem neoliberal Reportar como inadecuado




Família no estado democrático de direito: o material e o simbólico na reprodução da ordem neoliberal - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

RENATO DOS SANTOS VELOSO ;Textos & Contextos Porto Alegre 2015, 14 2

Autor: VANIA MORALES SIERRA

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=321543546013


Introducción



Textos & Contextos (Porto Alegre) E-ISSN: 1677-9509 textos@pucrs.br Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Brasil MORALES SIERRA, VANIA; DOS SANTOS VELOSO, RENATO Família no Estado Democrático de Direito: o material e o simbólico na reprodução da ordem (neo)liberal Textos & Contextos (Porto Alegre), vol.
14, núm.
2, agosto-diciembre, 2015, pp.
375-386 Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Porto Alegre, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=321543546013 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto DOI: 10.15448-1677-9509.2015.1.21440 Família no Estado Democrático de Direito: o material e o simbólico na reprodução da ordem (neo)liberal The Family in the Democratic State of Law: the material and the symbolic reproduction of the order (neo)liberal VANIA MORALES SIERRA RENATO DOS SANTOS VELOSO  RESUMO – Este artigo procura realizar uma análise da retomada da família nas políticas sociais, destacando as contradições decorrentes da instituição do Estado Democrático de Direito num contexto de avanço da ideologia neoliberal e de transição do fordismo para o regime de acumulação flexível.
A partir de uma perspectiva marxista, destaca que a ampliação dos diplomas legais voltados à proteção dos sujeitos acompanha a incorporação progressiva das demandas por direitos humanos, ao mesmo tempo em que as pressões por cortes orçamentários se acentuam, demarcando as limitações da capacidade de o Estado garantir a cidadania, assumindo a sua responsabilidade com a reprodução social.
O efeito desse descompasso sobre as famílias das classes trabalhadoras lança ao horizonte qualquer intenção de emancipação pela via do direito. P...





Documentos relacionados