Avaliação microbiológica, química e físico-química da contaminação no rio paranaíba Reportar como inadecuado




Avaliação microbiológica, química e físico-química da contaminação no rio paranaíba - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Antônio Taranto Goulart ; Celine de Melo ; Rita de Cássia Weikert de Oliveira ;Sociedade & Natureza 2006, 18 34

Autor: Lourivaldo Lemos da Silva

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=321327188004


Introducción



Sociedade & Natureza ISSN: 0103-1570 sociedadenatureza@ufu.br Universidade Federal de Uberlândia Brasil Lemos da Silva, Lourivaldo; Taranto Goulart, Antônio; de Melo, Celine; Weikert de Oliveira, Rita de Cássia AVALIAÇÃO MICROBIOLÓGICA, QUÍMICA E FÍSICO-QUÍMICA DA CONTAMINAÇÃO NO RIO PARANAÍBA Sociedade & Natureza, vol.
18, núm.
34, junio, 2006, pp.
45-62 Universidade Federal de Uberlândia Uberlândia, Minas Gerais, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=321327188004 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Avaliação microbiológica, química e físico-química da contaminação no rio Paranaíba Lourivaldo Lemos da Silva, Antônio Taranto Goulart, Celine de Melo, Rita de Cássia Weikert de Oliveira AVALIAÇÃO MICROBIOLÓGICA, QUÍMICA E FÍSICO-QUÍMICA DA CONTAMINAÇÃO NO RIO PARANAÍBA Microbiological, chemical and physical-chemical assessment of the contamination in the Paranaíba river Lourivaldo Lemos da Silva1 Antônio Taranto Goulart 2 Celine de Melo3 Rita de Cássia Weikert de Oliveira4 Artigo recebido em 25-01-2006 e aceito para publicação em 03-04-2006 RESUMO: A partir de amostras de água do rio Paranaíba, coletadas entre os meses de julho de 2004 e maio de 2005, sob a ponte da BR-365 (montante de Patos de Minas) e sob a ponte do “Bigode” (jusante de Patos de Minas), buscou-se identificar a(s) possível (eis) contaminação (ões) do rio (op.
cit.), quantificá-la e qualificá-la.
Foram realizadas análises microbiológicas (detecção do indicador biológico Escherichia coli), químicas para metais pesados (cobre, zinco, cádmio e chumbo) e físico-químicas (OD, DBO, DQO, OG, ATA, pH e temperatura).
As análises físico-químicas foram realizadas em parceri...





Documentos relacionados