Castilho, a. l. partido da terra: como os políticos conquistam o território brasileiro. são paulo: contexto, 2012, 239 p. Reportar como inadecuado




Castilho, a. l. partido da terra: como os políticos conquistam o território brasileiro. são paulo: contexto, 2012, 239 p. - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Sociedade & Natureza 2014, 26 1

Autor: Fernando Cezar de Macedo

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=321330589014


Introducción



Sociedade & Natureza ISSN: 0103-1570 sociedadenatureza@ufu.br Universidade Federal de Uberlândia Brasil de Macedo, Fernando Cezar CASTILHO, A.
L.
Partido da Terra: como os políticos conquistam o território brasileiro.
São Paulo: Contexto, 2012, 239 p. Sociedade & Natureza, vol.
26, núm.
1, enero-abril, 2014, pp.
189-193 Universidade Federal de Uberlândia Uberlândia, Minas Gerais, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=321330589014 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto CASTILHO, A.
L.
Partido da Terra: como os políticos conquistam o território brasileiro.
São Paulo: Contexto, 2012, 239 p. Fernando Cezar de Macedo RESENHA CASTILHO, A.
L.
Partido da Terra: como os políticos conquistam o território brasileiro.
São Paulo: Contexto, 2012, 239 p.
ISBN: 9788572447294. Fernando Cezar de Macedo UNICAMP, Campinas, São Paulo, Brasil fernando.cezar.macedo@gmail.com Resenha recebida em 19-09-2013 e aceita para publicação em 23-01-2014 DOI: 10.1590-1982-451320140113 O livro do jornalista Alceu Luís Castilho não é uma obra acadêmica como tradicionalmente estamos acostumados.
No entanto, apresenta o relato de uma minuciosa investigação científica que raramente verificamos em trabalhos desta natureza.
Seu objetivo encontra-se definido já na primeira página da Apresentação: “dimensionar a posse da terra por políticos eleitos usando como fio condutor as declarações de bens entregues por eles mesmos ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE)” (p.
9) quando do registro de suas candidaturas.
Disso decorre um problema: ainda que obrigados por força de lei a prestarem conta de seus patrimônios, as declarações dos candidatos são prenhes de números incompletos, valores defasados e não r...





Documentos relacionados