Apresentação. ensino médio e juventudes Reportar como inadecuado




Apresentação. ensino médio e juventudes - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Educação & Realidade 2016, 41 1

Autor: Paulo Carrano

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=317243259001


Introducción



Educação & Realidade ISSN: 0100-3143 educreal@ufrgs.br Universidade Federal do Rio Grande do Sul Brasil Carrano, Paulo Apresentação.
Ensino Médio e Juventudes Educação & Realidade, vol.
41, núm.
1, enero-marzo, 2016, pp.
7-13 Universidade Federal do Rio Grande do Sul Porto Alegre, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=317243259001 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Apresentação Ensino Médio e Juventudes Paulo CarranoI I Universidade Federal Fluminense (UFF), Niterói-RJ – Brasil É com alegria que apresentamos o número temático Ensino Médio e Juventudes.
Neste momento é possível dizer do êxito da convocatória de artigos para este número especial da Revista Educação & Realidade. Foram 110 artigos submetidos à análise, número que expressa tanto o interesse pela temática quanto a ampliação do próprio campo de estudos, pesquisas e reflexão sobre as relações entre os jovens e a escola de ensino médio.
Escola esta que deveria ser a casa comum da expressiva maioria dos jovens brasileiros não fossem as históricas e persistentes desigualdades de acesso e conclusão deste nível de ensino que sabemos existir, em especial, para os jovens das classes populares.
Na chamada para este número dissemos: A expansão das matrículas de ensino médio no Brasil é relativamente recente.
A escola de ensino médio, originalmente destinada às elites intelectuais, recebeu, especialmente nas redes públicas, um novo público popular e plural que justifica a utilização da categoria ‘juventudes’.
As escolas vivem o desafio cotidiano de produzir relações educacionais significativas no âmbito da socialização de conhecimentos, da abertura para experiências, culturas e sab...





Documentos relacionados