Hepatite c na região de maringá, estado do paraná, brasil: diagnóstico sorológico, molecular e genotipagem Reportar como inadecuado




Hepatite c na região de maringá, estado do paraná, brasil: diagnóstico sorológico, molecular e genotipagem - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Dennis Armando Bertolini ;Acta Scientiarum. Health Sciences 2006, 28 1

Autor: Edith Motomi Nishiyama Sato

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=307223966009


Introducción



Acta Scientiarum.
Health Sciences ISSN: 1679-9291 eduem@uem.br Universidade Estadual de Maringá Brasil Nishiyama Sato, Edith Motomi; Bertolini, Dennis Armando Hepatite C na região de Maringá, Estado do Paraná, Brasil: diagnóstico sorológico, molecular e genotipagem Acta Scientiarum.
Health Sciences, vol.
28, núm.
1, 2006, pp.
57-63 Universidade Estadual de Maringá Maringá, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=307223966009 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Hepatite C na região de Maringá, Estado do Paraná, Brasil: diagnóstico sorológico, molecular e genotipagem Edith Motomi Nishiyama Sato1 e Dennis Armando Bertolini2* 1 Décima Quinta Regional de Saúde, Instituto de Saúde do Estado do Paraná, Secretaria de Saúde do Estado do Paraná, Maringá, Paraná, Brasil.
2Departamento de Análises Clínicas, Centro de Ciências da Saúde, Universidade Estadual de Maringá, Av.
Colomb0, 5790, 87020-900, Maringá, Paraná, Brasil.
*Autor para correspondência.
e-mail: dabertolini@uem.br RESUMO.
Foi realizado estudo retrospectivo de resultados de testes sorológico e molecular para detecção da infecção pelo vírus da hepatite C (VHC), em 4.288 pacientes atendidos pelo Laboratório de Ensino e Pesquisa em Análises Clínicas da Universidade Estadual de Maringá, Estado do Paraná, no período de janeiro de 2002 a dezembro de 2004. Empregou-se enzimaimunoensaio em micropartículas (MEIA), transcrição reversa e reação em cadeia da polimerase (RT-PCR) e hibridização reversa (LiPA) para detecção de anticorpos anti-VHC, RNA-VHC e genótipos, respectivamente.
Encontrou-se uma prevalência de anti-VHC de 7,3%.
Observou-se uma substancial concordância (Kappa = 0,64; p 0,05) entre am...





Documentos relacionados