Condições de trabalho de profissionais da enfermagem: avaliação baseada no modelo demanda-controle Reportar como inadecuado




Condições de trabalho de profissionais da enfermagem: avaliação baseada no modelo demanda-controle - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Marcia Tereza Luz Lisboa ; Rosane Harter Griep ; Regina Célia Gollner Zeitoune ; Juliana Petri Tavares ;Acta Paulista de Enfermagem 2010, 23 6

Autor: Tânia Solange Bosi de Souza Magnago

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=307023868015


Introducción



Acta Paulista de Enfermagem ISSN: 0103-2100 ape@unifesp.br Escola Paulista de Enfermagem Brasil Bosi de Souza Magnago, Tânia Solange; Luz Lisboa, Marcia Tereza; Harter Griep, Rosane; Gollner Zeitoune, Regina Célia; Petri Tavares, Juliana Condições de trabalho de profissionais da enfermagem: avaliação baseada no modelo demandacontrole Acta Paulista de Enfermagem, vol.
23, núm.
6, 2010, pp.
811-817 Escola Paulista de Enfermagem São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=307023868015 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Artigo Original Condições de trabalho de profissionais da enfermagem: avaliação baseada no modelo demanda-controle* Working conditions of nurses: evaluation based on the demand-control model Condiciones de trabajo de profesionales de enfermería: evaluación basada en el modelo demandacontrol Tânia Solange Bosi de Souza Magnago1, Marcia Tereza Luz Lisboa2, Rosane Harter Griep3, Regina Célia Gollner Zeitoune4, Juliana Petri Tavares5 RESUMO Objetivo: Descrever a relação entre os indicadores de demandas psicológicas e de controle sobre o trabalho entre trabalhadores de enfermagem, segundo o Modelo Demanda-Controle.
Métodos: Estudo seccional, com 491 trabalhadores de enfermagem de um hospital universitário público do Rio Grande do Sul, no período de março a dezembro de 2006.
Utilizou-se a versão brasileira do “Job Content Questionnaire”, para avaliação das dimensões psicossociais do trabalho (demanda psicológica e controle).
Resultado: Obteve-se 30% dos trabalhadores de enfermagem classificados no grupo trabalho passivo (baixa demanda e baixo controle), 29% no grupo trabalho ativo (alta demanda e alto controle), 21% no grupo alta exigência (alta d...





Documentos relacionados