Produção de complexos enzimáticos por a. niger a partir de soja por fermentação em estado sólido Reportar como inadecuado




Produção de complexos enzimáticos por a. niger a partir de soja por fermentação em estado sólido - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Fabiano Bisinella Scheufele ; Ademir Teixeira Júnior ; Thiago Luiz Guerreiro ; Salah Din Mahmud Hasan ;Acta Scientiarum. Technology 2012, 34 2

Autor: Leandro Daniel de Paris

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=303226535009


Introducción



Acta Scientiarum.
Technology ISSN: 1806-2563 eduem@uem.br Universidade Estadual de Maringá Brasil de Paris, Leandro Daniel; Bisinella Scheufele, Fabiano; Teixeira Júnior, Ademir; Guerreiro, Thiago Luiz; Mahmud Hasan, Salah Din Produção de complexos enzimáticos por A.
niger a partir de soja por fermentação em estado sólido Acta Scientiarum.
Technology, vol.
34, núm.
2, abril-junio, 2012, pp.
193-200 Universidade Estadual de Maringá Maringá, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=303226535009 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Acta Scientiarum http:--www.uem.br-acta ISSN printed: 1679-9275 ISSN on-line: 1807-8621 Doi: 10.4025-actascitechnol.v34i2.9447 Produção de complexos enzimáticos por A.
niger a partir de soja por fermentação em estado sólido Leandro Daniel de Paris1*, Fabiano Bisinella Scheufele2, Ademir Teixeira Júnior2, Thiago Luiz Guerreiro2 e Salah Din Mahmud Hasan2 1 Departamento de Engenharia Química, Universidade Estadual de Maringá, Av.
Colombo, 5790, 87020-900, Maringá, Paraná Brasil. Departamento de Engenharia Química, Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Toledo, Paraná, Brasil.
*Autor para correspondência. E-mail: leandroparis@hotmail.com 2 RESUMO.
A soja possui ampla disponibilidade de componentes bioquímicos como proteínas, polissacarídeos, lipídios, carboidratos, minerais, vitaminas, fibras, lecitina, dentre outros, tornando interessante sua utilização como substrato para a fermentação em estado sólido (FES).
Este processo, apesar de não ser tão utilizado industrialmente quanto à fermentação submersa (Fsm), apresenta-se viável, pois tem apresentado resultados superiores de produtividade, principalmente no cultivo de fungos filam...





Documentos relacionados