Tomate longa vida desidratado em diferentes temperaturas de secagem Report as inadecuate




Tomate longa vida desidratado em diferentes temperaturas de secagem - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Luciana Sutil Gabriel ; Alex Fabiano Vezzaro ; Pâmela Ávila Daros ; Francielli Chrestani ; José Raulindo Gardingo ; Aurélio Vinicius Borsato ;Acta Scientiarum. Agronomy 2007, 29 1

Author: Dorivaldo da Silva Raupp

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=303026572005


Teaser



Acta Scientiarum.
Agronomy ISSN: 1679-9275 eduem@uem.br Universidade Estadual de Maringá Brasil da Silva Raupp, Dorivaldo; Sutil Gabriel, Luciana; Vezzaro, Alex Fabiano; Ávila Daros, Pâmela; Chrestani, Francielli; Gardingo, José Raulindo; Vinicius Borsato, Aurélio Tomate longa vida desidratado em diferentes temperaturas de secagem Acta Scientiarum.
Agronomy, vol.
29, núm.
1, 2007, pp.
33-39 Universidade Estadual de Maringá Maringá, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=303026572005 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Tomate longa vida desidratado em diferentes temperaturas de secagem Dorivaldo da Silva Raupp1*, Luciana Sutil Gabriel2, Alex Fabiano Vezzaro2, Pâmela Ávila Daros2, Francielli Chrestani2, José Raulindo Gardingo3 e Aurélio Vinicius Borsato4 1 Departamento de Engenharia de Alimentos, Universidade Estadual de Ponta Grossa, Campus de Uvaranas, Av.
Carlos Cavalcanti, 4748, 84030-900, Ponta Grossa, Paraná, Brasil.
2Laboratório de Tecnologia de Alimentos, Universidade Estadual de Ponta Grossa, Campus de Uvaranas, Ponta Grossa, Paraná, Brasil.
3Departamento de Fitotecnia e Fitossanidade, Universidade Estadual de Ponta Grossa, Campus de Uvaranas, Ponta Grossa, Paraná, Brasil.
4Programa de Pós-graduação em Agronomia, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, Paraná, Brasil.
*Autor para correspondência.
E-mail: raupp@uepg.br RESUMO.
A demanda no consumo de tomate desidratado cresceu nos últimos anos, principalmente pela justificativa de que o tomate contém substâncias bioativas.
A pesquisa realizada objetivou avaliar três condições de secagem (80oC; 100oC; 100oC por 3h seguida de 80oC), aplicadas ao tomate longa vida cv.
Carmem para obtenção de produto desidrata...





Related documents