Fronteiras urbanas: perspectivas para as investigações em etnomatemática Reportar como inadecuado




Fronteiras urbanas: perspectivas para as investigações em etnomatemática - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Mônica Mesquita ;Boletim de Educação Matemática 2015, 29 53

Autor: Cristiane Coppe

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=291243162004


Introducción



Boletim de Educação Matemática ISSN: 0103-636X bolema@rc.unesp.br Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Brasil Coppe, Cristiane; Mesquita, Mônica Fronteiras Urbanas: Perspectivas para as investigações em etnomatemática Boletim de Educação Matemática, vol.
29, núm.
53, diciembre, 2015, pp.
828-844 Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Rio Claro, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=291243162004 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto ISSN 1980-4415 DOI: http:--dx.doi.org-10.1590-1980-4415v29n53a03 Fronteiras Urbanas: perspectivas para as investigações em etnomatemática Urban Boundaries: perspectives for researches in Ethnomathematics Cristiane Coppe Mônica Mesquita** Resumo Neste artigo, fruto das nossas vivências enquanto investigadoras junto à comunidade Terras da Costa em Portugal, pretendemos apresentar os olhares investigativos a partir de dois focos distintos: o projeto Fronteiras Urbanas – A dinâmica de encontros culturais na Educação Comunitária-FU (2012-2014) e a Escola do Bairro, inserida tanto no projeto como no atual Movimento Fronteiras Urbanas-MFU (2015).
Tal proposta será mediada pelas teorias do Programa Etnomatemática e da Educação Comunitária, proporcionando o trabalho com a Etnografia Crítica, na qual o processo botton-up mobilizou as ações e as investigações na-com a comunidade, enraizando-se no contexto da dialogicidade freireana e do currículo Trivium de D`Ambrosio.
Nosso eixo central é o conceito de Fronteira, que nos fez refletir sobre as relações que os caminhos e as perspectivas das investigações em Etnomatemática mantêm com as comunidades envolventes, pois acreditamos que o investigador ne...





Documentos relacionados