Padrões de parceria social e brincadeira em ambientes de creches Reportar como inadecuado




Padrões de parceria social e brincadeira em ambientes de creches - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Ana Maria Almeida Carvalho ;Psicologia em Estudo 2006, 11 1

Autor: Eulina da Rocha Lordelo

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=287122090012


Introducción



Psicologia em Estudo ISSN: 1413-7372 revpsi@uem.br Universidade Estadual de Maringá Brasil da Rocha Lordelo, Eulina; Almeida Carvalho, Ana Maria Padrões de parceria social e brincadeira em ambientes de creches Psicologia em Estudo, vol.
11, núm.
1, enero-abril, 2006, pp.
99-108 Universidade Estadual de Maringá Maringá, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=287122090012 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto PADRÕES DE PARCERIA SOCIAL E BRINCADEIRA EM AMBIENTES DE CRECHES1 Eulina da Rocha Lordelo* # Ana Maria Almeida Carvalho RESUMO.
Na perspectiva etológica, padrões de brincadeira e de parceria social são características típicas de cada espécie, conferindo ao fenômeno regularidade e certa universalidade, embora em interação com as condições ambientais presentes. Como o ambiente de creches afeta esses padrões? Este estudo objetivou a descrição dos padrões de parceria social e tipos de brincadeiras, em crianças de um a três anos.
Foram filmadas 62 crianças, de creches públicas e privadas, brincando nos ambientes cotidianos das creches.
Amostras das observações foram categorizadas nas dimensões tipo de parceria social e tipo de brincadeira, registrando-se suas freqüências, as quais foram relacionadas às variáveis sexo, idade, tempo na creche, tipo de creche e densidade, analisando-se os resultados através de ANOVA e correlação.
Todas as variáveis mostraram associação com algumas das categorias de preferência por parceiros e tipos de brincadeiras.
Os resultados são discutidos na perspectiva etológica, que atribui à brincadeira motivação intrínseca e sensibilidade às condições ambientais. Palavras-chave: brincadeira, creche, parceria social. PATTERNS OF...





Documentos relacionados