Políticas de assistência estudantil em saúde nos institutos e universidades federais Reportar como inadecuado




Políticas de assistência estudantil em saúde nos institutos e universidades federais - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Raquel Campos Nepomuceno de Oliveira ;Psicologia Escolar e Educacional 2016, 20 3

Autor: Taís Bleicher

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=282349447014


Introducción



Psicologia Escolar e Educacional ISSN: 1413-8557 revistaabrapee@yahoo.com.br Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional Brasil Bleicher, Taís; Campos Nepomuceno de Oliveira, Raquel Políticas de assistência estudantil em saúde nos institutos e universidades federais Psicologia Escolar e Educacional, vol.
20, núm.
3, septiembre-diciembre, 2016, pp.
543549 Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional Paraná, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=282349447014 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto http:--dx.doi.org-10.1590-2175-3539-2015-02031040 Políticas de assistência estudantil em saúde nos institutos e universidades federais Taís Bleicher Universidade Federal do Ceará – Fortaleza – CE – Brasil Raquel Campos Nepomuceno de Oliveira Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará – Jaguaribe – CE – Brasil Resumo O trabalho aborda as políticas públicas de saúde estudantil das instituições federais de ensino técnico e superior, tendo como objetivo avaliálas.
A partir de revisão bibliográfica, documental e da atuação das autoras, alguns impasses são levantados: ausência de ações conjuntas entre Ministério da Educação - MEC e Ministério da Saúde - MS; falta de capacitação de técnicos do MEC em Saúde Pública; segregação entre as ações de saúde estudantil e do trabalhador; falta de políticas para estudantes de pós-graduação; ações voltadas ao tratamento em Saúde, em detrimento das atividades de promoção, prevenção e articulação com a rede de Saúde; ausência de pesquisas que embasem as ações.
Concluise que é necessária a criação de um modelo de serviço calcado na pesquisa, de acess...





Documentos relacionados