A tomada de decisão em adultos jovens e em adultos idosos: um estudo comparativo Reportar como inadecuado




A tomada de decisão em adultos jovens e em adultos idosos: um estudo comparativo - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Maria Alice de Mattos Pimenta Parente ; Ana Cristina Bertagnolli ;Psicologia Ciência e Profissão 2010, 30 1

Autor: Daniela Schneider Bakos

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=282021781012


Introducción



Psicologia Ciência e Profissão ISSN: 1414-9893 revista@pol.org.br Conselho Federal de Psicologia Brasil Schneider Bakos, Daniela; de Mattos Pimenta Parente, Maria Alice; Bertagnolli, Ana Cristina A tomada de decisão em adultos jovens e em adultos idosos: um estudo comparativo Psicologia Ciência e Profissão, vol.
30, núm.
1, marzo, 2010, pp.
162-173 Conselho Federal de Psicologia Brasília, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=282021781012 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto 162 162 A Tomada de Decisão em Adultos Jovens e em Adultos Idosos: Um Estudo Comparativo Decision Making in Young and Older Adults: a Comparative Study La Toma de Decisión en Adultos Jóvenes y en Adultos Mayores: un Estudio Comparativo Daniela Schneider Bakos Universidade Luterana do Brasil Artigo Maria Alice de Mattos Pimenta Parente & Ana Cristina Bertagnolli Universidade Federal do Rio Grande do Sul PSICOLOGIA CIÊNCIA E PROFISSÃO, 2010, 30 (1), 162-173 PSICOLOGIA CIÊNCIA E PROFISSÃO, 2010, 30 (1), 162-173 163 Daniela Schneider Bakos, Maria Alice de Mattos Pimenta Parente & Ana Cristina Bertagnolli Resumo: O presente estudo comparou adultos jovens e adultos idosos em seu desempenho na IGT.
A amostra foi constituída por de 72 indivíduos, distribuídos em dois grupos etários: 36 adultos jovens (M = 29,86, DP = 4,63) e 36 adultos idosos (M = 66,89, DP = 5,19).
Não houve diferença entre os grupos quanto às escolhas de cartas (p = 0,60), considerando o escore com base no cálculo (mental).
Observaram-se, contudo, diferenças significativas no processo de aprendizagem (p = 0,026).
Considerando o escore com base na frequência (punição), não foram observadas diferenças significativas nas escolhas...





Documentos relacionados