Sentimentos e percepções de mulheres no ciclo gravídico puerperal que sobreviveram à morbidade materna grave Reportar como inadecuado




Sentimentos e percepções de mulheres no ciclo gravídico puerperal que sobreviveram à morbidade materna grave - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Vera Lúcia Pamplona Tonete ; Cristina Maria Garcia de Lima Parada ;Revista Latino-Americana de Enfermagem 2010, 18 6

Autor: Ana Paula Pinho Carvalheira

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=281421937018


Introducción



Revista Latino-Americana de Enfermagem ISSN: 0104-1169 rlae@eerp.usp.br Universidade de São Paulo Brasil Pinho Carvalheira, Ana Paula; Pamplona Tonete, Vera Lúcia; Garcia de Lima Parada, Cristina Maria Sentimentos e percepções de mulheres no ciclo gravídico puerperal que sobreviveram à morbidade materna grave Revista Latino-Americana de Enfermagem, vol.
18, núm.
6, diciembre, 2010, pp.
Tela 1-Tela 8 Universidade de São Paulo São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=281421937018 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Rev.
Latino-Am.
Enfermagem Artigo Original 18(6):[08 telas] nov-dez 2010 www.eerp.usp.br-rlae Sentimentos e percepções de mulheres no ciclo gravídico puerperal que sobreviveram à morbidade materna grave Ana Paula Pinho Carvalheira1 Vera Lúcia Pamplona Tonete2 Cristina Maria Garcia de Lima Parada3 Objetivou-se compreender a experiência relativa à morbidade materna grave, a partir de um grupo de mulheres que vivenciou esse problema.
Adotaram-se os preceitos metodológicos da pesquisa qualitativa, sendo o Discurso do Sujeito Coletivo o referencial metodológico. Foram entrevistadas 16 mulheres que vivenciaram a morbidade materna grave.
Os resultados foram discutidos a partir de quatro temas: descrevendo o desejo e o planejamento para ter um filho, percebendo seu problema de saúde, sua influência na gestação e para o concepto, passando pelo choque inicial no pós-parto e experienciando a situação de risco: desejos, frustrações e superação.
Espera-se que este trabalho possa contribuir para qualificar a assistência de enfermagem, especialmente para reconhecer a diversidade e amplitude de necessidades que mulheres apresentam em situações de morbidade...





Documentos relacionados