Adaptação transcultural e validação para o português brasileiro do stanford presenteeism scale para avaliação do presenteísmo Reportar como inadecuado




Adaptação transcultural e validação para o português brasileiro do stanford presenteeism scale para avaliação do presenteísmo - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Rosane Harter Griep ; Márcia Tereza Luz Lisboa ; Diana Corrêa Bandeira de Mello ;Revista Latino-Americana de Enfermagem 2013, 21 1

Autor: Heloisa Campos Paschoalin

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=281425765014


Introducción



Revista Latino-Americana de Enfermagem ISSN: 0104-1169 rlae@eerp.usp.br Universidade de São Paulo Brasil Campos Paschoalin, Heloisa; Harter Griep, Rosane; Lisboa, Márcia Tereza Luz; Corrêa Bandeira de Mello, Diana Adaptação transcultural e validação para o português brasileiro do Stanford Presenteeism Scale para avaliação do presenteísmo Revista Latino-Americana de Enfermagem, vol.
21, núm.
1, enero-febrero, 2013, pp.
1-8 Universidade de São Paulo São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=281425765014 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Rev.
Latino-Am.
Enfermagem 21(1):[08 telas] jan.-fev.
2013 www.eerp.usp.br-rlae Artigo Original Adaptação transcultural e validação para o português brasileiro do Stanford Presenteeism Scale para avaliação do presenteísmo Heloisa Campos Paschoalin1 Rosane Harter Griep2 Márcia Tereza Luz Lisboa3 Diana Corrêa Bandeira de Mello4 Objetivo: descrever o processo de adaptação transcultural e validação para o português brasileiro do Stanford Presenteeism Scale.
Métodos: trata-se de estudo metodológico de adaptação cultural e validação de instrumento que envolveu 153 trabalhadores de enfermagem, incluindo seis aspectos de equivalência, obtidos pelas seguintes etapas: tradução, primeira versão de consenso, retrotradução, comitê de especialistas, pré-teste, estudo de confiabilidade teste-reteste e validade dimensional. Resultados: a estabilidade dos itens variou de moderado a quase perfeito e da escala foi quase perfeito.
Dois fatores foram identificados pela análise fatorial exploratória: o primeiro incluiu os aspectos físicos – trabalho finalizado e o segundo incluiu os aspectos psicológicos – distração evi...





Documentos relacionados