Presença de sintomas depressivos em pacientes com primeiro episódio de síndrome coronariana aguda Reportar como inadecuado




Presença de sintomas depressivos em pacientes com primeiro episódio de síndrome coronariana aguda - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Fernanda Souza e Silva ; Fabiana Bolela ; Lidia Aparecida Rossi ; Rosana Aparecida Spadoti Dantas ;Revista Latino-Americana de Enfermagem 2013, 21 1

Autor: Carina Aparecida Marosti Dessotte

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=281425765006


Introducción



Revista Latino-Americana de Enfermagem ISSN: 0104-1169 rlae@eerp.usp.br Universidade de São Paulo Brasil Marosti Dessotte, Carina Aparecida; Souza e Silva, Fernanda; Bolela, Fabiana; Rossi, Lidia Aparecida; Spadoti Dantas, Rosana Aparecida Presença de sintomas depressivos em pacientes com primeiro episódio de síndrome coronariana aguda Revista Latino-Americana de Enfermagem, vol.
21, núm.
1, enero-febrero, 2013, pp.
1-7 Universidade de São Paulo São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=281425765006 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Rev.
Latino-Am.
Enfermagem Artigo Original 21(1):[07 telas] jan.-fev.
2013 www.eerp.usp.br-rlae Presença de sintomas depressivos em pacientes com primeiro episódio de síndrome coronariana aguda1 Carina Aparecida Marosti Dessotte2 Fernanda Souza e Silva3 Fabiana Bolela4 Lidia Aparecida Rossi5 Rosana Aparecida Spadoti Dantas6 Objetivo: comparar possíveis diferenças quanto à presença de sintomas depressivos, segundo o diagnóstico clínico da síndrome coronariana aguda, sexo e faixa etária, uma semana antes do primeiro evento cardíaco.
Método: estudo transversal, descritivo e exploratório, que utilizou o Inventário de Depressão de Beck.
A amostra foi composta por 253 pacientes.
Resultados: os pacientes com diagnóstico clínico de angina instável, do sexo feminino e com idade inferior a sessenta anos relataram, com maior frequência, a presença de sintomas depressivos.
Conclusões: elevada porcentagem de pacientes apresentava sintomas depressivos no momento da internação pelo primeiro episódio da síndrome coronariana aguda, e essa prevalência foi significativamente maior entre as mulheres, com menos de 60 anos e com angina ins...





Documentos relacionados