Transição do cuidado com o idoso após acidente vascular cerebral do hospital para casa Reportar como inadecuado




Transição do cuidado com o idoso após acidente vascular cerebral do hospital para casa - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Sueli Marques ; Luciana Kusumota ; Emanuella Barros dos Santos ; Jack Roberto da Silva Fhon ; Suzele Cristina Coelho Fabrício-Wehbe ;Revista Latino-Americana de Enfermagem 2013, 21

Autor: Rosalina Aparecida Partezani Rodrigues

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=281425764027


Introducción



Revista Latino-Americana de Enfermagem ISSN: 0104-1169 rlae@eerp.usp.br Universidade de São Paulo Brasil Partezani Rodrigues, Rosalina Aparecida; Marques, Sueli; Kusumota, Luciana; Barros dos Santos, Emanuella; da Silva Fhon, Jack Roberto; Coelho Fabrício-Wehbe, Suzele Cristina Transição do cuidado com o idoso após acidente vascular cerebral do hospital para casa Revista Latino-Americana de Enfermagem, vol.
21, enero-febrero, 2013, pp.
1-9 Universidade de São Paulo São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=281425764027 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Rev.
Latino-Am.
Enfermagem Artigo Original 21(Spec):[09 telas] jan.-fev.
2013 www.eerp.usp.br-rlae Transição do cuidado com o idoso após acidente vascular cerebral do hospital para casa Rosalina Aparecida Partezani Rodrigues1 Sueli Marques2 Luciana Kusumota2 Emanuella Barros dos Santos3 Jack Roberto da Silva Fhon4 Suzele Cristina Coelho Fabrício-Wehbe5 Objetivo: examinar a transição do cuidado em famílias que cuidam de idosos que sofreram o primeiro episódio de acidente vascular cerebral.
Metodologia: foi utilizado o estudo de caso etnográfico instrumental.
A amostra foi constituída por 20 sujeitos, sendo 10 cuidadores e 10 idosos, com 65 anos ou mais, de ambos os sexos, com diagnóstico de primeiro episódio de acidente vascular cerebral, capazes de se comunicarem, demandando cuidado de um cuidador principal na família. Os dados foram coletados por meio de entrevistas, observações, documentos existentes e notas de campo.
Foram utilizadas técnicas de análises qualitativa para codificar, classificar os dados e formular categorias significativas, o que gerou tipologias de cuidado.
Resultados e Discussão: a ideia...





Documentos relacionados