Cultura de segurança no centro cirúrgico de um hospital público, na percepção dos profissionais de saúde Reportar como inadecuado




Cultura de segurança no centro cirúrgico de um hospital público, na percepção dos profissionais de saúde - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Leila Bernarda Donato Göttems ; Maria Raquel Gomes Maia Pires ; Maria Liz Cunha de Oliveira ;Revista Latino-Americana de Enfermagem 2015, 23 6

Autor: Paloma Aparecida Carvalho

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=281442811008


Introducción



Revista Latino-Americana de Enfermagem E-ISSN: 1518-8345 rlae@eerp.usp.br Universidade de São Paulo Brasil Aparecida Carvalho, Paloma; Donato Göttems, Leila Bernarda; Gomes Maia Pires, Maria Raquel; Cunha de Oliveira, Maria Liz Cultura de segurança no centro cirúrgico de um hospital público, na percepção dos profissionais de saúde Revista Latino-Americana de Enfermagem, vol.
23, núm.
6, noviembre-diciembre, 2015, pp.
1041-148 Universidade de São Paulo Ribeirão Preto, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=281442811008 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto 1041 Artigo Original Rev.
Latino-Am.
Enfermagem nov.-dez.
2015;23(6):1041-8 DOI: 10.1590-0104-1169.0669.2647 www.eerp.usp.br-rlae Cultura de segurança no centro cirúrgico de um hospital público, na percepção dos profissionais de saúde1 Paloma Aparecida Carvalho2 Leila Bernarda Donato Göttems3 Maria Raquel Gomes Maia Pires4 Maria Liz Cunha de Oliveira5 Objetivo: avaliar a percepção dos profissionais de saúde sobre a cultura de segurança no centro cirúrgico de um hospital público, de porte especial, segundo domínios do Questionário Atitudes de Segurança (QAS).
Método: pesquisa descritiva, transversal, quantitativa, com aplicação do QAS a 226 profissionais.
Análise descritiva dos dados, consistência do instrumento e análise fatorial exploratória.
Resultados: os participantes distribuíram-se, homogeneamente, entre os sexos feminino (49,6%) e masculino (50,4%); média de idade de 39,6 (DP± 9,9) anos e tempo de atuação de 9,9 (DP±9,2) anos.
E α Cronbach de 0,84.
Identificaram-se os seis domínios propostos pelo questionário: percepção do estresse (74,5) e satisfação no trabalho (70,7) apresentaram resu...





Documentos relacionados