Da cartografia à coremática: representações espaciais para uma espacialidade mutante Report as inadecuate




Da cartografia à coremática: representações espaciais para uma espacialidade mutante - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

MercatorRevista de Geografia da UFC 2009, 8 17

Author: Oséias da Silva Martinuci

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=273620611015


Teaser



Mercator - Revista de Geografia da UFC E-ISSN: 1984-2201 edantas@ufc.br Universidade Federal do Ceará Brasil Silva Martinuci, Oséias da DA CARTOGRAFIA À COREMÁTICA: representações espaciais para uma espacialidade mutante Mercator - Revista de Geografia da UFC, vol.
8, núm.
17, septiembre-diciembre, 2009, pp.
193-207 Universidade Federal do Ceará Fortaleza, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=273620611015 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto DOI: 10.4215-RM2009.0817.0014 DA CARTOGRAFIA À COREMÁTICA: representações espaciais para uma espacialidade mutante Msc.
Oséias da Silva Martinuci Doutorando em Geografia pela UNESP Presidente Prudente Jd.
Santa Helena, Rua Roberto Simonsen, 305, CEP: 19060-900 Presidente Prudente (SP), Brasil Tel: (55 41) 3229.5388 – ramal 5456 - oseiasmartinuci@yahoo.com.br RESUMO No presente artigo, discuto a importância da cartografia para o conhecimento geográfico, ao mesmo tempo em que exponho a necessidade de se relativizarem as formas rígidas de representação espacial.
A complexidade e a complexificação que se operam hoje sobre o território imprimem novas configurações e dinâmicas espaciais, para as quais o geógrafo precisa encontrar formas apropriadas de representação.
As dinâmicas sociais não estão submetidas a formas rígidas, assim como as configurações socioespaciais a elas associadas.
Consequentemente, as representações precisam expressar de maneira mais adequada essa realidade.
Muitas vezes, as cartografias que se fazem mostram-se inaptas para tal tarefa, levando os pesquisadores, especialmente o geógrafo, a refletir tanto sobre a forma de pensar o fenômeno quanto sobre a maneira de expressá-lo. Palavras-chave: Geograf...





Related documents