Identidades, memória e espacialidade na festa do rosário Report as inadecuate




Identidades, memória e espacialidade na festa do rosário - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Marisa Barletto ;MercatorRevista de Geografia da UFC 2009, 8 17

Author: Patrício Pereira Alves de Sousa

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=273620611010


Teaser



Mercator - Revista de Geografia da UFC E-ISSN: 1984-2201 edantas@ufc.br Universidade Federal do Ceará Brasil Pereira Alves de Sousa, Patrício; Barletto, Marisa IDENTIDADES, MEMÓRIA E ESPACIALIDADE NA FESTA DO ROSÁRIO Mercator - Revista de Geografia da UFC, vol.
8, núm.
17, septiembre-diciembre, 2009, pp.
123-137 Universidade Federal do Ceará Fortaleza, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=273620611010 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto DOI: 10.4215-RM2009.0817.0009 IDENTIDADES, MEMÓRIA E ESPACIALIDADE NA FESTA DO ROSÁRIO Patrício Pereira Alves de Sousa Mestrando em Geografia pela Universidade Federal de Minas Gerais Av.
Antônio Carlos, 6627, Caixa Postal 719 - CEP 31270-901 - Belo Horizonte (MG), Brasil Tel-fax.: (55 31) 3409-5409 - patricoalves@yahoo.com.br Profª.
Drª.
Marisa Barletto barletto@ufv.br RESUMO Este texto propõe algumas reflexões sobre a constituição de espaço e tempo social num distrito da cidade de Viçosa (MG) a partir da memória de seu grupo de Congado.
A Festa do Rosário é aqui analisada como um re-fazer da paisagem local, a partir da apropriação, re-significação e também reprodução de lugares, que por sua vez são resultantes da disputa simbólica pela demarcação do espaço.
Ao analisar a festa, entendemos que esta é carregada de simbolizações impressas no espaço, constituindo a paisagem e as relações de gênero, e que dão suporte à memória étnica e religiosa de parte dos afro-descendentes de Viçosa.
Constatamos que o espaço funciona, na realidade analisada, como articulador de uma série de esferas que se amalgamam para configurar a festa como lugar de pedagogização de sujeitos.
A noção de lugar festivo argumentada por Ferr...





Related documents