Relação entre orientações motivacionais, ansiedade e autoconfiança, e bem-estar subjetivo em atletas brasileiros Reportar como inadecuado




Relação entre orientações motivacionais, ansiedade e autoconfiança, e bem-estar subjetivo em atletas brasileiros - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

J.
Vasconcelos-Raposo ; H.M.
Fernandes ;Motricidade 2012, 8 3

Autor: M.G.
Fernandes


Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=273024354002


Introducción



Motricidade ISSN: 1646-107X motricidade.hmf@gmail.com Desafio Singular - Unipessoal, Lda Portugal Fernandes, M.G.; Vasconcelos-Raposo, J.; Fernandes, H.M. Relação entre orientações motivacionais, ansiedade e autoconfiança, e bem-estar subjetivo em atletas brasileiros Motricidade, vol.
8, núm.
3, 2012, pp.
4-18 Desafio Singular - Unipessoal, Lda Vila Real, Portugal Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=273024354002 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Motricidade 2012, vol.
8, n.
3, pp.
4-18 © FTCD-FIP-MOC doi: 10.6063-motricidade.8(3).1152 Relação entre orientações motivacionais, ansiedade e autoconfiança, e bem-estar subjetivo em atletas brasileiros Relationship between achievement goals, anxiety and self-confidence, and subjective well-being in Brazilian athletes M.G.
Fernandes, J.
Vasconcelos-Raposo, H.M.
Fernandes ARTIGO ORIGINAL | ORIGINAL ARTICLE RESUMO O presente estudo pretendeu investigar a relação entre orientações motivacionais, ansiedade e autoconfiança e bem-estar subjetivo (afetos positivos e negativos, e satisfação com vida) através da técnica de análise de caminhos.
A amostra foi constituída por 169 atletas brasileiros (140 do sexo masculino e 29 do sexo feminino) com idades compreendidas entre os 17 e os 59 anos, de diferentes modalidades desportivas e níveis competitivos.
Os questionários TEOSQ, CSAI-2, EBES e SWLS foram aplicados no dia anterior à competição, no local de treino dos atletas.
Os principais resultados suportaram parcialmente o papel mediador da ansiedade e autoconfiança na relação entre orientações motivacionais e bem-estar subjetivo.
Tendo em consideração índices de modificação do modelo estrutural, foram ainda especificados ...





Documentos relacionados