Enfrentar a violência infantil na atenção básica: como os profissionais percebem? Reportar como inadecuado




Enfrentar a violência infantil na atenção básica: como os profissionais percebem? - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Maíra Rosa Apostólico ; Teresa Christine Pereira Morais ; Caroline Carapiá Ribas Lisboa ;Revista Brasileira de Enfermagem 2017, 70 1

Autor: Emiko Yoshikawa Egry

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=267049841016


Introducción



Revista Brasileira de Enfermagem E-ISSN: 1984-0446 reben@abennacional.org.br Associação Brasileira de Enfermagem Brasil Yoshikawa Egry, Emiko; Apostólico, Maíra Rosa; Pereira Morais, Teresa Christine; Carapiá Ribas Lisboa, Caroline Enfrentar a violência infantil na Atenção Básica: como os profissionais percebem? Revista Brasileira de Enfermagem, vol.
70, núm.
1, enero-febrero, 2017, pp.
119-125 Associação Brasileira de Enfermagem Brasília, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=267049841016 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto PESQUISA Enfrentar a violência infantil na Atenção Básica: como os profissionais percebem? Coping with child violencein primary care: how do professionals perceive it? Enfrentar la violencia infantil enatención primaria: ¿cómo la perciben los profesionales? Emiko Yoshikawa EgryI, Maíra Rosa ApostólicoI, Teresa Christine Pereira MoraisII, Caroline Carapiá Ribas LisboaIII Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem, Departamento de Enfermagem em Saúde Coletiva.
São Paulo-SP, Brasil. Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem.
São Paulo-SP, Brasil. III Centro Universitário Adventista de São Paulo, Programa Saúde da Família.
São Paulo-SP, Brasil. I II Como citar este artigo: Egry EY, Apostólico MR, Morais TCP, Lisboa CCR.
Coping with child violencein primary care: how do professionals perceive it?.
Rev Bras Enferm [Internet].
2017;70(1):113-19.
DOI: http:--dx.doi.org-10.1590-0034-7167-2016-0009 Submissão: 22-01-2016 Aprovação: 01-09-2016 RESUMO Objetivo: conhecer a percepção dos profissionais da saúde que atuam na Atenção Básica acerca da violência infantil, visto que a violê...





Documentos relacionados