Reações adversas ocasionadas por uso de protetores solares Reportar como inadecuado




Reações adversas ocasionadas por uso de protetores solares - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Lucas Offenbecker Guerra ; Laura Aiello ; Gislaine Ricci Leonard ;Surgical & Cosmetic Dermatology 2017, 9 1

Autor: Valéria Romero

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=265550847006


Introducción



Surgical & Cosmetic Dermatology ISSN: 1984-5510 revista@sbd.org.br Sociedade Brasileira de Dermatologia Brasil Romero, Valéria; Offenbecker Guerra, Lucas; Aiello, Laura; Ricci Leonard, Gislaine Reações adversas ocasionadas por uso de protetores solares Surgical & Cosmetic Dermatology, vol.
9, núm.
1, 2017, pp.
41-45 Sociedade Brasileira de Dermatologia Rio de Janeiro, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=265550847006 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto 41 Reações adversas ocasionadas por uso de protetores solares Artigo Original Adverse reactions caused by the use of sunscreens DOI: http:--dx.doi.org-10.5935-scd1984-8773.201791965 RESU­MO Introdução: O excesso de exposição da pele ao sol pode ocasionar o fotoenvelhecimento e favorecer o surgimento de neoplasias malignas na pele.
Assim, os protetores solares tornaram-se amplamente utilizados para a prevenção de danos solares, a curto e longo prazo. Podem ocasionalmente provocar reações adversas em crianças e adultos.  Objetivo: Analisar a frequencia e os tipos de reações adversas ocasionadas por protetores solares em adultos e crianças.  Métodos: Análise de banco de dados sobre estudos clínicos não invasivos in vivo, em face e corpo, realizados em instituto de pesquisa clínica, em São Paulo, Brasil.  Resultados: Foram avaliados de janeiro de 2014 a dezembro de 2015, dados de 2263 adultos e 523 crianças.
13,92% dos adultos e 4,44% das crianças apresentaram algum tipo de reação adversa leve.  Conclusões: Observou-se que os protetores solares são eficazes na prevenção do fotoenvelhecimento e câncer de pele.
As formulações cosméticas com filtros solares podem ocasionar reações adversas com baixa...





Documentos relacionados