Ajofe e alcoometria: as escolas diante das mudanças socioculturais ligadas à produção de cachaça artesanal na microrregião de abaíra, bahia, brasil Reportar como inadecuado




Ajofe e alcoometria: as escolas diante das mudanças socioculturais ligadas à produção de cachaça artesanal na microrregião de abaíra, bahia, brasil - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Ciência & Educação Bauru 2012, 18 1

Autor: Rosiléia Oliveira de Almeida

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Ciência & Educação (Bauru) ISSN: 1516-7313 revista@fc.unesp.br Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Brasil Oliveira de Almeida, Rosiléia Ajofe e alcoometria: as escolas diante das mudanças socioculturais ligadas à produção de cachaça artesanal na microrregião de Abaíra, Bahia, Brasil Ciência & Educação (Bauru), vol.
18, núm.
1, 2012, pp.
187-214 Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=251022206012 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto AJOFE E ALCOOMETRIA: AS ESCOLAS DIANTE DAS MUDANÇAS SOCIOCULTURAIS LIGADAS À PRODUÇÃO DE CACHAÇA ARTESANAL NA MICRORREGIÃO DE ABAÍRA, BAHIA, BRASIL Ajofe and alcoholmetry: the schools facing the sociocultural changes in relation to the production of hand-made cachaça in the microregion of Abaíra, Bahia, Brazil Rosiléia Oliveira de Almeida1 Resumo: Neste trabalho, sustentando-nos em concepções teóricas não essencialistas de cultura, buscamos compreender como as escolas da cidade de Abaíra (BA) podem contribuir para a compreensão das tensões da vida comunitária e para o posicionamento crítico dos alunos diante das estratégias locais de identidade construídas em torno da produção de cachaça artesanal.
A partir de um estudo socioantropológico das práticas produtivas, buscamos sensibilizar as escolas para que sintonizassem seus currículos com o meio social.
Por intermédio da aplicação do conceito de circularidade entre as culturas, evidenciamos que é possível articular os modelos cognitivos da vida cotidiana e da ciência na aprendizagem conceitual, interpretando as técnicas para se verificar se a cachaça está forte: o teste indiciário ...





Documentos relacionados