O paradoxo da reforma do judiciário: embates entre a nova gestão pública e a cultura organizacional do jeitinho Reportar como inadecuado




O paradoxo da reforma do judiciário: embates entre a nova gestão pública e a cultura organizacional do jeitinho - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Valderez Ferreira Fraga ; Fátima Bayma de Oliveira ;Revista de Administração PúblicaRAP 2016, 50 6

Autor: Daniella Munhoz da Costa Lima

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Revista de Administração Pública - RAP ISSN: 0034-7612 rap@fgv.br Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas Brasil Munhoz da Costa Lima, Daniella; Ferreira Fraga, Valderez; Bayma de Oliveira, Fátima O paradoxo da reforma do Judiciário: embates entre a nova gestão pública e a cultura organizacional do jeitinho Revista de Administração Pública - RAP, vol.
50, núm.
6, noviembre-diciembre, 2016, pp. 893-912 Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas Rio de Janeiro, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=241048886002 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto O paradoxo da reforma do Judiciário: embates entre a nova gestão pública e a cultura organizacional do jeitinho Daniella Munhoz da Costa Lima Universidade Federal Fluminense (UFF) - Departamento de Empreendedorismo e Gestão Rio de Janeiro — RJ - Brasil Valderez Ferreira Fraga Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) - Instituto de Economia (Ecex) Rio de Janeiro — RJ - Brasil Fátima Bayma de Oliveira Fundação Getulio Vargas (FGV) - Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas (Ebape) Rio de Janeiro – RJ - Brasil O objetivo deste trabalho é analisar a reforma do Judiciário, considerando-se aspectos de sua cultura organizacional, a partir das percepções dos servidores do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia. Inicialmente, são abordadas a reforma do Estado brasileiro e a reforma do Poder Judiciário.
Depois, são tratados aspectos da cultura brasileira e suas relações com a cultura organizacional.
Em seguida, são discutidos e tratados com análise de conteúdo os dados obtidos por meio de entrevistas com 37 servidores.
O trabalho é encerrado com reflexões sob...





Documentos relacionados