Análise eletromiográfica e força do grupo muscular extensor do punho durante isquemia induzida Report as inadecuate




Análise eletromiográfica e força do grupo muscular extensor do punho durante isquemia induzida - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

KCS Berni ; D Rodrigues-Bigaton ;Revista Brasileira de Fisioterapia 2009, 13 1

Author: CCA Bandeira

Source: http://www.redalyc.org/


Teaser



Revista Brasileira de Fisioterapia ISSN: 1413-3555 rbfisio@ufscar.br Associação Brasileira de Pesquisa e PósGraduação em Fisioterapia Brasil Bandeira, CCA; Berni, KCS; Rodrigues-Bigaton, D Análise eletromiográfica e força do grupo muscular extensor do punho durante isquemia induzida Revista Brasileira de Fisioterapia, vol.
13, núm.
1, enero-febrero, 2009, pp.
31-37 Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia São Carlos, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=235016467004 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto ISSN 1413-3555 Artigo Original Rev Bras Fisioter, São Carlos, v.
13, n.
1, p.
31-7, jan.-fev.
2009 Revista Brasileira de Fisioterapia © Análise eletromiográfica e força do grupo muscular extensor do punho durante isquemia induzida Electromyographic analysis and strength of the wrist extensor muscle group during induced ischemia Bandeira CCA, Berni KCS, Rodrigues-Bigaton D Resumo Objetivo: Avaliar o efeito da isquemia induzida sobre os parâmetros do sinal eletromiográfico e a força do grupo muscular extensor do punho (GMEP) em mulheres saudáveis.
Métodos: Participaram 13 voluntárias, destras, sedentárias, com idade de 23,38±2,32 anos e índice de massa corporal (IMC) de 20,68±1,87kg-m2.
Para determinar a força do GMEP, foram realizadas 3 contrações isométricas voluntárias máximas (CIVM), utilizando-se uma célula de carga por 15 segundos, com intervalos de 2 minutos entre cada contração, sendo todo procedimento repetido por 3 dias não consecutivos.
A isquemia foi realizada por 5 minutos, utilizando um esfigmomanômetro posicionado no braço dominante e inflado até a ausência do fluxo sanguíneo, confirmada pelo ultrassom Dopple...





Related documents