Velocidade ideal da esteira para estimular passadas do andar em bebês Report as inadecuate




Velocidade ideal da esteira para estimular passadas do andar em bebês - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Matheus B. Sanches ; Raquel P. Carvalho ; José A. Barela ;Revista Brasileira de Fisioterapia 2010, 14 6

Author: Diana X. C. Schlittler

Source: http://www.redalyc.org/


Teaser



Revista Brasileira de Fisioterapia ISSN: 1413-3555 rbfisio@ufscar.br Associação Brasileira de Pesquisa e PósGraduação em Fisioterapia Brasil Schlittler, Diana X.
C.; Sanches, Matheus B.; Carvalho, Raquel P.; Barela, José A. Velocidade ideal da esteira para estimular passadas do andar em bebês Revista Brasileira de Fisioterapia, vol.
14, núm.
6, noviembre-diciembre, 2010, pp.
483-490 Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia São Carlos, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=235016583006 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto ISSN 1413-3555 Artigo Original Rev Bras Fisioter, São Carlos, v.
14, n.
6, p.
483-90, nov.-dez.
2010 Revista Brasileira de Fisioterapia © Velocidade ideal da esteira para estimular passadas do andar em bebês* Ideal treadmill speed to stimulate stepping in infants* Diana X.
C.
Schlittler1, Matheus B.
Sanches2, Raquel P.
Carvalho3, José A.
Barela2,4 Resumo Contextualização: A esteira motorizada desencadeia passadas em bebês similares ao andar.
Entretanto, os efeitos da velocidade da esteira nas características das passadas desencadeadas por ela ainda são desconhecidos.
Objetivo: Examinar o efeito da velocidade da esteira em passadas desencadeadas em bebês.
Métodos: Seis bebês com desenvolvimento típico, com idades entre 11 e 13 meses, iniciando o andar independente, foram filmados andando na esteira em quatro velocidades (0,10; 0,16; 0,22 e 0,28 m-s), com marcas passivas posicionadas em suas principais articulações (ombro, quadril, joelho e tornozelo).
As imagens foram digitalizadas e analisadas com os softwares Ariel Performance Analysis System, Matlab e SPSS (Statistical Package for Social Sciences, v.10).
As variávei...





Related documents