Influência da porção extensora do músculo glúteo máximo sobre a inclinação da pelve antes e depois da realização de um protocolo de fadiga Report as inadecuate




Influência da porção extensora do músculo glúteo máximo sobre a inclinação da pelve antes e depois da realização de um protocolo de fadiga - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Jennifer G. Peixoto ; Eduardo J. D. Vicente ; Paula S. C. Chagas ; Diogo S. Fonseca ;Revista Brasileira de Fisioterapia 2010, 14 3

Author: Felipe C. Alvim

Source: http://www.redalyc.org/


Teaser



Revista Brasileira de Fisioterapia ISSN: 1413-3555 rbfisio@ufscar.br Associação Brasileira de Pesquisa e PósGraduação em Fisioterapia Brasil Alvim, Felipe C.; Peixoto, Jennifer G.; Vicente, Eduardo J.
D.; Chagas, Paula S.
C.; Fonseca, Diogo S. Influência da porção extensora do músculo glúteo máximo sobre a inclinação da pelve antes e depois da realização de um protocolo de fadiga Revista Brasileira de Fisioterapia, vol.
14, núm.
3, mayo-junio, 2010, pp.
206-213 Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia São Carlos, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=235016575002 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto ISSN 1413-3555 Rev Bras Fisioter, São Carlos, v.
14, n.
3, p.
206-13, maio-jun.
2010 © Revista Brasileira de Fisioterapia Artigo Original Influência da porção extensora do músculo glúteo máximo sobre a inclinação da pelve antes e depois da realização de um protocolo de fadiga Influences of the extensor portion of the gluteus maximus muscle on pelvic tilt before and after the performance of a fatigue protocol Felipe C.
Alvim1, Jennifer G.
Peixoto2, Eduardo J.
D.
Vicente2, Paula S.
C.
Chagas2, Diogo S.
Fonseca2 Resumo Introdução: Há carência na literatura de dados que determinem qual a influência da porção extensora do músculo glúteo máximo na inclinação da pelve no plano sagital e, portanto, na estabilidade lombar.
Objetivos: Verificar a influência da porção extensora do músculo glúteo máximo sobre a inclinação da pelve.
Métodos: Foram recrutadas 10 voluntárias jovens, saudáveis, com índices de massa corpórea (IMC’s) menores que 24,9 kg-m2 e com dismetria real de membros inferiores (MMII) inferior a 1 cm.
Foram ...





Related documents