Correlação entre classificação clínica ceap e qualidade de vida na doença venosa crônica Report as inadecuate




Correlação entre classificação clínica ceap e qualidade de vida na doença venosa crônica - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Gabriela S. Gonçalves ; Túlio P. Navarro ; Raquel R. Britto ; Rosangela C. Dias ;Revista Brasileira de Fisioterapia 2010, 14 2

Author: Regina M. F. Moura

Source: http://www.redalyc.org/


Teaser



Revista Brasileira de Fisioterapia ISSN: 1413-3555 rbfisio@ufscar.br Associação Brasileira de Pesquisa e PósGraduação em Fisioterapia Brasil Moura, Regina M.
F.; Gonçalves, Gabriela S.; Navarro, Túlio P.; Britto, Raquel R.; Dias, Rosangela C. Correlação entre classificação clínica ceap e qualidade de vida na doença venosa crônica Revista Brasileira de Fisioterapia, vol.
14, núm.
2, marzo-abril, 2010, pp.
99-105 Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia São Carlos, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=235016574008 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto ISSN 1413-3555 Artigo Original Rev Bras Fisioter, São Carlos, v.
14, n.
2, p.
99-105, mar.-abr.
2010 Revista Brasileira de Fisioterapia © Correlação entre classificação clínica ceap e qualidade de vida na doença venosa crônica Relationship between quality of life and the ceap clinical classification in chronic venous disease Regina M.
F.
Moura1, Gabriela S.
Gonçalves2, Túlio P.
Navarro3, Raquel R.
Britto4, Rosangela C.
Dias4 Resumo Objetivos: Avaliar a qualidade de vida (QV) na doença venosa crônica (DVC) e analisar a relação entre QV e severidade da doença. Métodos: Trata-se de um estudo transversal com uma amostra de conveniência de 50 pacientes com DVC diagnosticada.
Os pacientes foram classificados quanto à severidade da DVC pela classificação clínica da Clinical manifestations, Etiologic factors, Anatomic distribuition of disease, Pathophysiologic findings (CEAP) e agrupados em: CEAP 1, 2, 3 (menos comprometidos clinicamente) e CEAP 4, 5, 6 (mais comprometidos clinicamente).
A QV foi avaliada pelo questionário SF-36.
Para comparação dos escores do SF-36 entre os grupos ...





Related documents