Diagnóstico, psicopatologia e psicanálise de orientação lacaniana Reportar como inadecuado




Diagnóstico, psicopatologia e psicanálise de orientação lacaniana - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Revista Latinoamericana de Psicopatologia Fundamental 2001, IV 2

Autor: Márcio Peter de Souza Leite

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Revista Latinoamericana de Psicopatologia Fundamental ISSN: 1415-4714 psicopatologiafundamental@uol.com.br Associação Universitária de Pesquisa em Psicopatologia Fundamental Brasil Souza Leite, Márcio Peter de Diagnóstico, psicopatologia e psicanálise de orientação lacaniana Revista Latinoamericana de Psicopatologia Fundamental, vol.
IV, núm.
2, junio, 2001, pp.
29-40 Associação Universitária de Pesquisa em Psicopatologia Fundamental São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=233017668004 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto ARTIGOS Rev.
Latinoam.
Psicopat.
Fund., IV, 2, 29-40 Diagnóstico, psicopatologia e psicanálise de orientação lacaniana* Márcio Peter de Souza Leite Para abordar a questão do diagnóstico em psicopatologia na psicanálise de orientação lacaniana, o autor primeiro questiona a existência de uma psicopatologia psicanalitica, bem como a existência de uma especificidade para o diagnóstico psicanalítico. Desenvolve depois a noção de envoltório formal do sintoma e de posição subjetiva como os eixos que orientam o diagnóstico na psicanálise lacaniana. A partir daí o autor aponta a existência de dois modelos clínicos em Lacan, o que impõe dois modelos diagnósticos: um primeiro, a clínica estrutural, e um segundo, a clínica borromeana. A clínica estrutural seria descontinuista e categorial e estaria fundada sobre a modalidade da oposição orientando-se em função da oposição da existência e não existência da função paterna.
Esta clínica é tripartida entre neurose, psicose e perversão. A clínica borromeana tem a caraterística de não se referir às categorias nosológicas da psiquiatria clássica e funda-se na relação dos ...





Documentos relacionados