Traduzindo o debate: o uso da categoria gênero na pesquisa histórica Reportar como inadecuado




Traduzindo o debate: o uso da categoria gênero na pesquisa histórica - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

História São Paulo 2005, 24 1

Autor: Joana Maria Pedro

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



História (São Paulo) ISSN: 0101-9074 revistahistoria@unesp.br Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Brasil Pedro, Joana Maria Traduzindo o debate: o uso da categoria gênero na pesquisa histórica História (São Paulo), vol.
24, núm.
1, 2005, pp.
77-98 Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=221014791004 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Traduzindo o debate: o uso da categoria gênero na pesquisa histórica Joana Maria PEDRO1 RESUMO: Neste artigo, estão sendo historicizadas categorias de análise como: “mulher”, “mulheres”, “gênero” e “sexo”, através de um diálogo com a história dos movimentos sociais de mulheres, de feministas, de gays e de lésbicas.
Embora sejam categorias usadas de forma interdisciplinar, neste artigo focaliza-se principalmente o uso destas por historiadoras e historiadores, fazendo uma revisão do que se tem publicado no Brasil sobre o assunto.
Dialoga-se com as teorias e busca-se, de forma didática, apresentar para estudantes e pesquisadoras-es um panorama de como estas categorias de análise têm sido constituídas e questionadas. PALAVRAS-CHAVE: Gênero; feminismo; mulheres. Neste texto pretendo narrar como, através de um diálogo com movimentos sociais de mulheres, feministas, gays e lésbicas,2 foram se constituindo algumas categorias de análise que hoje estão presentes em vários campos de conhecimento, sendo, portanto, interdisciplinar.
Vou focalizar aqui, especialmente, categorias de análise como: “mulher”, “mulheres”, “gênero” e “sexo”, usadas por historiadoras e historiadores.
Além disso, como este é um debate teórico por v...





Documentos relacionados