Diversidade sexual, situação de rua, vivências nômades e contextos de vulnerabilidade ao hiv-aids Reportar como inadecuado




Diversidade sexual, situação de rua, vivências nômades e contextos de vulnerabilidade ao hiv-aids - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Temas em Psicologia 2013, 21 3

Autor: Marcos Roberto Vieira Garcia

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=513751772015


Introducción



Temas em Psicologia ISSN: 1413-389X comissaoeditorial@sbponline.org.br Sociedade Brasileira de Psicologia Brasil Vieira Garcia, Marcos Roberto Diversidade Sexual, Situação de Rua, Vivências Nômades e Contextos de Vulnerabilidade ao HIV-AIDS Temas em Psicologia, vol.
21, núm.
3, diciembre, 2013, pp.
1005-1019 Sociedade Brasileira de Psicologia Ribeirão Preto, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=513751772015 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto ISSN 1413-389X Temas em Psicologia – 2013, Vol.
21, nº 3, 1005-1019 DOI: 10.9788-TP2013.3-EE13PT Diversidade Sexual, Situação de Rua, Vivências Nômades e Contextos de Vulnerabilidade ao HIV-AIDS Marcos Roberto Vieira Garcia1 Departamento de Ciências Humanas e Educação da Universidade Federal de São Carlos, Sorocaba, Brasil Resumo O presente artigo visa a refletir sobre os contextos de vulnerabilidade ao HIV-AIDS entre a população LGBT em situação de rua, a partir de pesquisa de campo que buscou analisar suas trajetórias de vida, realizada na região central de São Paulo.
Foram realizadas 11 entrevistas semi-abertas com pessoas LGBT em situação de rua, sendo quatro delas com gays, duas com lésbicas, três com homens bissexuais, uma com uma travesti e uma com uma mulher transexual.
A análise evidenciou a presença de uma forma de sociabilidade nômade, associada ao afastamento de vínculos com as instâncias trabalho, família e escola, à vivência nas ruas e ao uso frequente de substâncias psicoativas, relacionada ao preconceito heterossexista nas famílias, escolas e ambientes de trabalho, mas também à resistência aos ideais de fixação presentes nestas instituições.
Em relação ao HIV-AIDS, este estudo mostra que a ...





Documentos relacionados