Estamos em festa: por que não? Reportar como inadecuado




Estamos em festa: por que não? - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Revista de Pesquisa Cuidado é Fundamental Online 2010, 2 3

Autor: Nébia Maria Almeida de Figueiredo

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=505750832001


Introducción



Revista de Pesquisa Cuidado é Fundamental Online E-ISSN: 2175-5361 rev.fundamental@gmail.com Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro Brasil Almeida de Figueiredo, Nébia Maria Estamos em Festa: por que não? Revista de Pesquisa Cuidado é Fundamental Online, vol.
2, núm.
3, julio-septiembre, 2010 Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro Rio de Janeiro, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=505750832001 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto ISSN 2175-5361 EDITORIAL Estamos em Festa: por que não? A primavera de Setembro de 1890 deve ter sido tão florida como a de agora do Século XXI, embora os problemas sociais, os sucessos e os desafios sejam outros. O Setembro de agora para ESCOLA DE ENFERMAGEM ALFREDO PINTO é de festa, quando completa 120 anos em um momento que festejamos nossos próprios avanços na Graduação, na Residência, na PósGraduação – Mestrado e início do Doutorado em Outubro de 2010.
Uma história de mobilidade social, na qual não podemos nos esquecer daqueles que eram analfabetos e que deram origem a esta Escola, dirigida inicialmente por médicos.
Ao cuidarem das pessoas a seu modo, foram empiricamente cunhando um cuidado “não científico” em um espaço social só modificado no século XX por exigências legais diversas e pelo próprio avanço do mundo nas questões científicas. Hoje, temos essa memória guardada com respeito, porque é a nossa história, num momento em que estamos construindo ou ampliando esta história com o acréscimo do constructo CUIDADO como fundamental porque clientes e enfermeiras-os são sujeitos históricos. Hoje, a Escola tem um potencial significativo de jovens doutores que estão ampliando espaços, fortalecendo ...





Documentos relacionados