meu tio o yavaratê- — à margem da estória Reportar como inadecuado




meu tio o yavaratê- — à margem da estória - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Literatura: teoría, historia, crítica 2014, 16 1

Autor: Bairon Oswaldo Vélez Escallón

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=503750635006


Introducción



Literatura: teoría, historia, crítica ISSN: 0123-5931 revliter_fchbog@unal.edu.co Universidad Nacional de Colombia Colombia Vélez Escallón, Bairon Oswaldo “Meu tio o Yavaratê” — à margem da estória Literatura: teoría, historia, crítica, vol.
16, núm.
1, enero-junio, 2014, pp.
131-164 Universidad Nacional de Colombia Bogotá, Colombia Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=503750635006 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Bairon Oswaldo Vélez Escallón Universidade Federal de Santa Catarina – Brasil Literatura: teoría, historia, crítica · Vol.
16, n.º 1, ene.
- jun.
2014 · 0123-5931 (impreso) · 2256-5450 (en línea) · pp.
131-164 flint1883@yahoo.com.mx A partir de indícios encontrados nos arquivos de João Guimarães Rosa, este trabalho discorre sobre a maneira em que o corpus do autor elabora sua própria teoria, em diálogo com protocolos vestigiais da literatura e em discussão com protocolos autonomistas.
Mostra-se o modo em que “Meu tio o Iauaretê” desconstrói pressupostos de prioridade ontológica. Por último, reflete-se sobre a operação pela qual o escritor se põe à margem da estória, reproduzindo com o próprio silêncio o silenciamento histórico de outros, dando-lhes assim um lugar aos que nunca o tiveram. Palavras-chave: João Guimarães Rosa; literatura latino-americana; literatura brasileira; literatura colombiana; estilo vestigial. * Argradeço o apoio de Manuel Franco Avellaneda na fase preparatória deste trabalho, que não teria sido possível sem o seu diálogo e doação constantes. Agradeço também a Artur de Vargas Giorgi, Ana Carolina Cernicchiaro e Luz Adriana Sánchez Segura pela atenta leitura e sugestões sobre as versões prelimin...





Documentos relacionados