Youtube como espaço de construção da memória em rede: possibilidades e desafios Reportar como inadecuado




Youtube como espaço de construção da memória em rede: possibilidades e desafios - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

WILLIAN FERNANDES ARAÚJO ;Revista FAMECOS: mídia, cultura e tecnologia 2012, 19 3

Autor: PAULA REGINA PUHL

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=495551012007


Introducción



Revista FAMECOS: mídia, cultura e tecnologia ISSN: 1415-0549 revistadafamecos@pucrs.br Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Brasil PUHL, PAULA REGINA; FERNANDES ARAÚJO, WILLIAN YouTube como espaço de construção da memória em rede: possibilidades e desafios Revista FAMECOS: mídia, cultura e tecnologia, vol.
19, núm.
3, septiembre-diciembre, 2012, pp.
705-722 Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Porto Alegre, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=495551012007 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Revista FAMECOS mídia, cultura e tecnologia Tecnologias do Imaginário YouTube como espaço de construção da memória em rede: possibilidades e desafios YouTube as a space for the construction of networked memories: opportunities and challenges PAULA REGINA PUHL Professora do Mestrado Interdisciplinar em Processos e Manifestações Culturais na Universidade Feevale. ppuhl@feevale.br WILLIAN FERNANDES ARAÚJO Mestrando em Processos e Manifestações Culturais na Universidade Feevale. contato@willianaraujo.com RESUMO ABSTRACT O artigo tem o objetivo de estudar o YouTube como ferramenta de construção da memória coletiva no suporte digital.
Para o conceito de memória coletiva utilizamos Halbwachs (1990) em articulação com Pollak (1989) e Santos (2003).
Essas ideias são o ponto de partida para discutir a memória nos suportes digitais, a partir de autores como Rosnay (2006) e Casalegno (2006), entre                   das novas mídias na memória coletiva.
Foi feita uma análise do YouTube, organizada em cinco categorias: armazenamento- postagem; categorização-tags; compartilhamento; mecan...





Documentos relacionados