Corpos e -modelos- de masculinidades: o foco nas mídias Reportar como inadecuado




Corpos e -modelos- de masculinidades: o foco nas mídias - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Revista FAMECOS: mídia, cultura e tecnologia 2012, 19 2

Autor: CELSO VITELLI

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=495551011004


Introducción



Revista FAMECOS: mídia, cultura e tecnologia ISSN: 1415-0549 revistadafamecos@pucrs.br Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Brasil VITELLI, CELSO Corpos e “modelos” de masculinidades: o foco nas mídias Revista FAMECOS: mídia, cultura e tecnologia, vol.
19, núm.
2, mayo-agosto, 2012, pp. 355-372 Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Porto Alegre, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=495551011004 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Revista FAMECOS mídia, cultura e tecnologia Cultura Corpos e “modelos” de masculinidades: o foco nas mídias Bodies and masculinity ‘models’: the focus in media CELSO VITELLI Professor do curso de Artes Visuais da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – IA-UFRGS. cevit@terra.com.br RESUMO ABSTRACT Neste texto, procuro analisar algumas conexões entre os conceitos sobre masculinidades, corpos e mídias.
Examino uma pluralidade de protótipos masculinos presentes nas mídias, demarcando superfícies de emergência de diferentes masculinidades, mostrando onde elas podem surgir.
Destaco, ainda, os discursos que circulam em torno das ditas “novas” masculinidades, especialmente aquelas que vêm construindo também memórias e discursos corporais masculinos na mídia.
Assim, esse estudo evidencia a interlocução entre corpos e masculinidades nas mídias impressas ou televisivas.
Nas conclusões desta pesquisa, reconheço que nos tornamos conscientes de que não existe uma masculinidade ou um protótipo de corpo masculino que tenha a solidez de uma rocha, que ofereça uma garantia de ser vivida em plenitude para toda uma vida.
Nos discursos das mídias, as masculinidades são muitas e vistas como negoci...





Documentos relacionados