Incubadora tecnológica de cooperativa x incubadora de empresas de base tecnológica: diferenças e semelhanças no processo de incubação Reportar como inadecuado




Incubadora tecnológica de cooperativa x incubadora de empresas de base tecnológica: diferenças e semelhanças no processo de incubação - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Alessandra Azevedo ; Luiz José Rodrigues Oliveira ; Nguyen Tufino Baldeón ;Revista Ciências Administrativas 2006, 12 1

Autor: Maria Carolina de Azevedo Ferreira de Souza

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=475647701003


Introducción



Revista Ciências Administrativas ISSN: 1414-0896 revcca@unifor.br Universidade de Fortaleza Brasil de Azevedo Ferreira de Souza, Maria Carolina; Azevedo, Alessandra; Rodrigues Oliveira, Luiz José; Tufino Baldeón, Nguyen Incubadora tecnológica de cooperativa x incubadora de empresas de base tecnológica: diferenças e semelhanças no processo de incubação Revista Ciências Administrativas, vol.
12, núm.
1, agosto, 2006, pp.
25-34 Universidade de Fortaleza Fortaleza, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=475647701003 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Incubadora tecnológica de cooperativa x incubadora de empresas de base tecnológica: diferenças e semelhanças no processo de incubação Incubadora tecnológica de cooperativa x incubadora de empresas de base tecnológica: diferenças e semelhanças no processo de incubação Technological incubator of cooperatives x incubator of technological basis companies: differences and similarities in the process of incubation Maria Carolina de Azevedo Ferreira de Souza1, Alessandra Azevedo2, Luiz José Rodrigues Oliveira3 e Nguyen Tufino Baldeón4 Resumo As incubadoras tecnológicas de cooperativas populares surgem no Brasil a partir de 1996, na Universidade Federal do Rio de Janeiro-Brasil, com o objetivo de transferir conhecimentos tecnológicos, seja de gestão, produto ou processo para a população excluída econômica e socialmente.
Atualmente, existem 21 universidades no Brasil que possuem incubadoras tecnológicas de cooperativas populares.
O trabalho de resgate da cidadania dos trabalhadores e a viabilização dos seus negócios geridos de forma autogestionária estão obtendo êxito e fortalecendo o movimento de economia solidária n...





Documentos relacionados