Estimativa da radiação de onda longa incidente em uma floresta semidecídua tropical da bacia amazônica Reportar como inadecuado




Estimativa da radiação de onda longa incidente em uma floresta semidecídua tropical da bacia amazônica - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Luciana Sanches ; Mariele Regina Pinheiro ; Osvaldo Borges Pinto Junior ;Ciência e Natura 2010, 32 1

Autor: Maricéia Tatiana Vilani

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=467546357005


Introducción



Ciência e Natura ISSN: 0100-8307 cienciaenaturarevista@gmail.com Universidade Federal de Santa Maria Brasil Vilani, Maricéia Tatiana; Sanches, Luciana; Pinheiro, Mariele Regina; Borges Pinto Junior, Osvaldo Estimativa da radiação de onda longa incidente em uma floresta semidecídua tropical da Bacia Amazônica Ciência e Natura, vol.
32, núm.
1, 2010, pp.
65-81 Universidade Federal de Santa Maria Santa Maria, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=467546357005 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Estimativa da radiação de onda longa incidente em uma floresta semidecídua tropical da Bacia Amazônica Maricéia Tatiana Vilani1, Luciana Sanches2, Mariele Regina Pinheiro1, Osvaldo Borges Pinto Junior1 Programa de Pós Graduação em Física Ambiental Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT) - Cuiabá, MT 2 Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental-UFMT - Cuiabá, MT e-mail: mariceia@cpd.ufmt.br 1 Resumo O presente trabalho estimou a radiação solar de onda longa incidente por meio dos métodos Brunt (1932), Brutsaert (1975), Idso e Jackson (1969), Satterlund (1979), Swinbank (1963) e Prata (1996), considerando a cobertura do céu para uma floresta de Transição Amazônia Cerrado, no norte de Mato Grosso, Brasil, entre 2007 e 2008.
A cobertura do céu foi definida pelo índice de claridade ( K t ) classificado em cobertura do céu nublado, parcialmente nublado e limpo.
A maior média anual da radiação de onda longa incidente (L↓ ) foi estimada pelo método de Satterlund (383,17 ± 36,49 W m-2), seguida de Brutsaert (382,23 ± 36,19 W m-2).
A radiação incidente de onda longa apresentou um ciclo diário bem definido com os valores mais elevados ocorrendo durante o período di...





Documentos relacionados