Medicalização e governo da vida e subjetividades: o mercado da saúde Reportar como inadecuado




Medicalização e governo da vida e subjetividades: o mercado da saúde - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Flávia Cristina Silveira Lemos ; Renata Vilela ; Bruna Garcia ;Estudos e Pesquisas em Psicologia 2016, 16 2

Autor: Dolores Cristina Gomes Galindo

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=451851666003


Introducción



Estudos e Pesquisas em Psicologia E-ISSN: 1808-4281 revispsi@gmail.com Universidade do Estado do Rio de Janeiro Brasil Gomes Galindo, Dolores Cristina; Silveira Lemos, Flávia Cristina; Vilela, Renata; Garcia, Bruna Medicalização e governo da vida e subjetividades: o mercado da saúde Estudos e Pesquisas em Psicologia, vol.
16, núm.
2, mayo-agosto, 2016, pp.
346-365 Universidade do Estado do Rio de Janeiro Rio de Janeiro, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=451851666003 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto PSICOLOGIA SOCIAL Medicalização e governo da vida e subjetividades: o mercado da saúde Medicalization and government of life and subjectivities: health market La medicalizacion y de gobierno de la vida y subjetividades: mercado de salud Dolores Cristina Gomes Galindo* Universidade Federal de Mato Grosso – UFMT, Cuiabá, Mato Grosso, Brasil Flávia Cristina Silveira Lemos** Universidade Federal do Pará – UFPA, Belém, Pará, Brasil Renata Vilela*** Universidade Federal de Mato Grosso – UFMT, Cuiabá, Mato Grosso, Brasil Bruna Garcia**** Universidade Federal do Pará – UFPA, Belém, Pará, Brasil RESUMO Este artigo apresenta uma análise da literatura a respeito de medicalização, a partir da biopolítica no neoliberalismo.
A construção do mercado da saúde coloca em cena um conjunto de tecnologias de governo de condutas que forja subjetividades saudáveis e controladas pelas prescrições de saúde e segurança.
Os efeitos dessas práticas medicalizantes atravessam e fabricam corpos e populações, instrumentalizados pela gerência de risco e perigo, pela prevenção e controle do futuro, em nome da vida e da saúde, prolongadas ao extremo.
Nesse aspecto, o objeto ...





Documentos relacionados