Enfrentamento do pai frente à malformação congênita do filho antes e depois do nascimento Reportar como inadecuado




Enfrentamento do pai frente à malformação congênita do filho antes e depois do nascimento - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Emmanuela Rocha da Cruz Girão ; Ana Cristina Barros da Cunha ;Estudos e Pesquisas em Psicologia 2016, 16 1

Autor: Elisabeth Hellen Pereira da Silva

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=451846425011


Introducción



Estudos e Pesquisas em Psicologia E-ISSN: 1808-4281 revispsi@gmail.com Universidade do Estado do Rio de Janeiro Brasil Pereira da Silva, Elisabeth Hellen; Rocha da Cruz Girão, Emmanuela; Barros da Cunha, Ana Cristina Enfrentamento do pai frente à malformação congênita do filho antes e depois do nascimento Estudos e Pesquisas em Psicologia, vol.
16, núm.
1, enero-abril, 2016, pp.
180-199 Universidade do Estado do Rio de Janeiro Rio de Janeiro, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=451846425011 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO Enfrentamento do pai frente à malformação congênita do filho antes e depois do nascimento Father coping face to the congenital malformation of son before and after the birth Enfrentamiento del padre delante de la malformación congénita del hijo antes y después del nacimiento Elisabeth Hellen Pereira da Silva* Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil Emmanuela da Rocha Cruz Girão** Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil Ana Cristina Barros da Cunha*** Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil RESUMO Todo casal idealiza um filho saudável, o que não ocorre quando existe uma malformação congênita.
Poucos estudos consideram as expectativas e enfrentamento paternos diante da malformação de seu filho, objetivo deste estudo.
Investigaram-se possíveis diferenças em indicadores de depressão e modos de enfrentamento em 12 pais divididos em dois grupos: grávidos e com filhos entre 3 e 5 anos.
O diagnóstico da malformação ocorreu durante a gravidez de suas mulheres, atendidas em ...





Documentos relacionados