O lugar do método na política nacional de humanização: aposta para uma experimentação democrática radical Reportar como inadecuado




O lugar do método na política nacional de humanização: aposta para uma experimentação democrática radical - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Eduardo Passos ;Saúde em Debate 2010, 34 86

Autor: Dário Frederico Pasche

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=406341769006


Introducción



Saúde em Debate ISSN: 0103-1104 revista@saudeemdebate.org.br Centro Brasileiro de Estudos de Saúde Brasil Pasche, Dário Frederico; Passos, Eduardo O lugar do método na Política Nacional de Humanização: aposta para uma experimentação democrática radical Saúde em Debate, vol.
34, núm.
86, julio-septiembre, 2010, pp.
439-447 Centro Brasileiro de Estudos de Saúde Rio de Janeiro, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=406341769006 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto RÉPLICA I 439 Rl:,PLY o lugar do método na Política Nacional de Humanização: aposta para uma experimentação democrática radical lhe place 01the method in the National Humanization Policy: a- eJfort into a radical tlemocratic experimentation Dário Frederico Pasche 1 Eduardo Passos 2 , Enfi,rn-;m; DmunT -- Saoo~ (!cliva ( di, DMI.~-UNCAMp; ( rtlo::nadnr Nad(-al da l,litka Jt: Hum:mil.aç:io dn Minio;(aio d:t Saúd!:; lmf-llr Adjurltn dn D1xutamentn d~ Enf~llll-g~rn da U-ivet~idaJt: FeJc:m1 de Sam- (,;ttarill.a (UFSC). da rin.pa.oCh,*--udt- gov.hl N os comentários de Emerson Merhy e de Roseni Pinheiro ao nosso texto remos o afinamento da discussáo, indicando as questóes impor~ [antes, esquivando~se dos falsos problemas.
Emerson focaliz:J.
o tem:J.
central do debate (o método do apoio) senl deixar de pautar três pistas re-ev:J.ntes par:J.
a continuid:J.de de nossa discussão, pistas que não deixam de dialogar também com as indagações proPOStaS por Roseni.
Por isso, recomeçarmos , I-,icólogn; Onutllr ~rn --icn[ngi2 pd2 UfRJ; lrnfo.-r.ln o.:r:-tam~nln de l-i~1,I(tgi2 da Ulúv~r.;iJaJt: Fcd~121 Fluminmsc (UFF). ~, p-,.,.
n (iil upmg.colll.hr de uma das pistas de Eme...





Documentos relacionados