Regulação assistencial: estratégia de publicização do acesso a leitos da unidade de terapia intensiva em fortaleza, ceará Reportar como inadecuado




Regulação assistencial: estratégia de publicização do acesso a leitos da unidade de terapia intensiva em fortaleza, ceará - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Lúcia Conde de Oliveira ;Saúde em Debate 2011, 35 89

Autor: Claudiana Silva Cavalcante

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=406344813017


Introducción



Saúde em Debate ISSN: 0103-1104 revista@saudeemdebate.org.br Centro Brasileiro de Estudos de Saúde Brasil Silva Cavalcante, Claudiana; Conde de Oliveira, Lúcia Regulação assistencial: estratégia de publicização do acesso a leitos da Unidade de Terapia Intensiva em Fortaleza, Ceará Saúde em Debate, vol.
35, núm.
89, abril-junio, 2011, pp.
321-330 Centro Brasileiro de Estudos de Saúde Rio de Janeiro, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=406344813017 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Artigo Original • Original Article Regulação assistencial: estratégia de publicização do acesso a leitos da Unidade de Terapia Intensiva em Fortaleza, Ceará Care regulation: strategy to make the Intensive Care Units beds public in Fortaleza, Ceará Claudiana Silva Cavalcante1, Lúcia Conde de Oliveira2 Graduação em Serviço Social pela Universidade Estadual do Ceará. claudianauece@yahoo.com.br 1 Doutora em Saúde Coletiva pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. conde.lucia@gmail.com 2 RESUMO Objetivou-se analisar a percepção dos profissionais de saúde sobre o acesso à Unidade de Terapia Intensiva (UTI), por meio da Central de Leitos.
Estudo qualitativo cuja técnica de coleta de dados foi a entrevista semiestruturada com os profissionais que operam este serviço.
Antes da Central, o acesso a leitos de UTI não obedecia a regras claras e transparentes, funcionando geralmente na base do favor.
A regulação assistencial com normas públicas tem sido uma estratégia para tornar o acesso mais universal e equânime. Contudo, soluções técnicas não são suficientes, requerendo a decisão política de investir para dotar o sistema de serviços com quantidade e qualidade suficientes...





Documentos relacionados