Avaliação do estado nutricional de escolares segundo três referências Reportar como inadecuado




Avaliação do estado nutricional de escolares segundo três referências - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Eliane de Abreu Soares ; Haydée Serrão Lanzillotti ;Revista Paulista de Pediatria 2009, 27 3

Autor: Roseane Moreira S. Barbosa

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=406038930003


Introducción



Revista Paulista de Pediatria ISSN: 0103-0582 rpp@spsp.org.br Sociedade de Pediatria de São Paulo Brasil Moreira S.
Barbosa, Roseane; de Abreu Soares, Eliane; Serrão Lanzillotti, Haydée Avaliação do estado nutricional de escolares segundo três referências Revista Paulista de Pediatria, vol.
27, núm.
3, septiembre, 2009, pp.
243-250 Sociedade de Pediatria de São Paulo São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=406038930003 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Artigo Original Avaliação do estado nutricional de escolares segundo três referências Nutritional status evaluation in schoolchildren according to three references Roseane Moreira S.
Barbosa1, Eliane de Abreu Soares2, Haydée Serrão Lanzillotti3 RESUMO Abstract Objetivo: Comparar a avaliação do estado nutricional de escolares de acordo com as três curvas de referências. Métodos: As variáveis peso e estatura de 181 crianças na faixa etária de cinco a dez anos foram obtidas de um banco de dados de vigilância nutricional de escolares da Ilha de Paquetá, organizado de acordo com as recomendações do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (Sisvan). O gráfico de Bland Altman e a razão de desvios foram empregados para construir perfis de concordância entre as três curvas de referência de avaliação nutricional dois a dois, utilizando-se os valores do índice de massa corporal.
Na determinação da prevalência de déficit pôdero-estatural e sobrepeso, utilizaram-se os pontos de cortes recomendados por Cole, pelo Centers for Diseases Control and Prevention e por Conde e Monteiro. Resultados: A prevalência de obesidade em meninas foi igual (3,1%) para Cole e Conde e Monteiro e ambas se sobrepuseram...





Documentos relacionados