Fatores de risco para óbito em unidade de terapia intensiva neonatal Reportar como inadecuado




Fatores de risco para óbito em unidade de terapia intensiva neonatal - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Revista Paulista de Pediatria 2009, 27 2

Autor: Luiz Fernando C. Nascimento

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=406038929012


Introducción



Revista Paulista de Pediatria ISSN: 0103-0582 rpp@spsp.org.br Sociedade de Pediatria de São Paulo Brasil Nascimento, Luiz Fernando C. Fatores de risco para óbito em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal Revista Paulista de Pediatria, vol.
27, núm.
2, junio, 2009, pp.
186-192 Sociedade de Pediatria de São Paulo São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=406038929012 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Artigo Original Fatores de risco para óbito em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal Risk factors for death in the Neonatal Intensive Care Unit Luiz Fernando C.
Nascimento1 RESUMO ABSTRACT Objetivo: Estimar fatores de risco para óbito durante internação em uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN) por modelo logístico hierarquizado. Métodos: Trata-se de estudo observacional, analítico e longitudinal com recém-nascidos internados na UTIN de um hospital universitário, no período de janeiro-2000 a dezembro-2003.
A variável dependente foi óbito intrahospitalar e as independentes foram variáveis antenatais, perinatais e pós-natais.
Criou-se um modelo hierarquizado em três níveis.
Realizada a análise bivariada, foram incluídas no modelo as que apresentavam p 0,20 e mantidas se p 0,05.
O procedimento utilizou o programa SPSS 10.0 para a análise e estimativa da acurácia, adotando-se nível de significância de 5%. Resultados: Foram incluídos no estudo 367 recém-nascidos, tendo ocorrido 69 (18,8%) óbitos no período.
As variáveis com significância estatística que compuseram o modelo final foram: relato de natimorto anterior, ordem de nascimento, Apgar de quinto minuto inferior a 7, idade gestacional inferior a 37 semanas e ventilação mecânica durante a int...





Documentos relacionados