Adesão à técnica de lavagem de mãos em unidade de terapia intensiva neonatal Reportar como inadecuado




Adesão à técnica de lavagem de mãos em unidade de terapia intensiva neonatal - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Luiz Alexandre A. F. Campos ; Paulo Cesar K. Nogueira ;Revista Paulista de Pediatria 2009, 27 2

Autor: Mariana Reclusa Martinez

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=406038929011


Introducción



Revista Paulista de Pediatria ISSN: 0103-0582 rpp@spsp.org.br Sociedade de Pediatria de São Paulo Brasil Reclusa Martinez, Mariana; Campos, Luiz Alexandre A.
F.; Nogueira, Paulo Cesar K. Adesão à técnica de lavagem de mãos em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal Revista Paulista de Pediatria, vol.
27, núm.
2, junio, 2009, pp.
179-185 Sociedade de Pediatria de São Paulo São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=406038929011 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Artigo Original Adesão à técnica de lavagem de mãos em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal Compliance with hand washing technique in a Neonatal Intensive Care Unit Mariana Reclusa Martinez1, Luiz Alexandre A.
F.
Campos1, Paulo Cesar K.
Nogueira3 RESUMO Objetivo: Avaliar o cumprimento da técnica de lavagem das mãos empregadas em uma unidade de terapia intensiva neonatal (UTIN) pelos profissionais de saúde e visitantes. Métodos: Estudo prospectivo e observacional em uma UTIN universitária em Santos (SP).
Observações foram feitas nos períodos da manhã e da tarde por um período de sete meses.
Os dados foram coletados por dois estudantes de medicina em planilha específica.
As pessoas observadas não sabiam da natureza do trabalho.
Para comparar os resultados obsevados entre categorias profissionais e entre períodos de observação, utilizou-se o teste do qui-quadrado ou exato de Fisher, com duas abordagens: a) análise por intenção de tratar (considerando o número total de indivíduos e assumindo que aqueles que não lavaram as mãos adotaram o procedimento incorreto) e b) análise por protocolo (apenas aqueles que lavaram as mãos foram considerados). Rejeitou-se a hipótese de nulidade se p 0,05. Result...





Documentos relacionados