Crises epilépticas no período neonatal: análise descritiva de uma população hospitalar Reportar como inadecuado




Crises epilépticas no período neonatal: análise descritiva de uma população hospitalar - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Ieda Lucia P. Bravo ; Ana Maria Pontes ; Gustavo Medeiros de A. Figueira ; Isabella D-Andrea Meira ; Luiz Claudio S. Thuler ;Revista Paulista de Pediatria 2009, 27 2

Autor: Soniza Vieira Alves-Leon

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=406038929010


Introducción



Revista Paulista de Pediatria ISSN: 0103-0582 rpp@spsp.org.br Sociedade de Pediatria de São Paulo Brasil Vieira Alves-Leon, Soniza; Bravo, Ieda Lucia P.; Pontes, Ana Maria; Medeiros de A. Figueira, Gustavo; DAndrea Meira, Isabella; Thuler, Luiz Claudio S. Crises epilépticas no período neonatal: análise descritiva de uma população hospitalar Revista Paulista de Pediatria, vol.
27, núm.
2, junio, 2009, pp.
173-178 Sociedade de Pediatria de São Paulo São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=406038929010 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Artigo Original Crises epilépticas no período neonatal: análise descritiva de uma população hospitalar Neonatal epileptic seizures: descriptive analysis in a hospital population Soniza Vieira Alves-Leon1, Ieda Lucia P.
Bravo2, Ana Maria Pontes3, Gustavo Medeiros de A.
Figueira4, Isabella D’Andrea Meira5, Luiz Claudio S.
Thuler6 RESUMO Objetivo: Investigar a incidência e a letalidade de crises epilépticas neonatais e as condições associadas à sua presença. Métodos: Estudo retrospectivo observacional de base hospitalar com crianças nascidas de janeiro de 1995 a dezembro de 2004 acompanhadas por quatro semanas após o parto. Analisaram-se os dados referentes aos períodos pré-natal, intraparto e neonatal. Resultados: Foram identificados 6.600 nascidos vivos de 6.483 partos, encontrando-se 61 casos incidentes de crises epilépticas neonatais (0,9%).
A primeira crise ocorreu até 12 horas após o parto em 45,3% dos neonatos.
Das mães analisadas, 32,8% apresentaram síndromes hipertensivas.
Entre os 61 pacientes, 91,8% eram conceptos únicos e 4,9% eram primeiro e segundo gemelares. O peso foi menor que 2500g em 50,8% e a restriç...





Documentos relacionados