O aleitamento materno nos programas brasileiros de pós-graduação em pediatria: perfil das dissertações e teses elaboradas de 1971 a 2006 Reportar como inadecuado




O aleitamento materno nos programas brasileiros de pós-graduação em pediatria: perfil das dissertações e teses elaboradas de 1971 a 2006 - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

João Aprígio G. Almeida ;Revista Paulista de Pediatria 2009, 27 2

Autor: Lucia de Fátima G. Veloso

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=406038929007


Introducción



Revista Paulista de Pediatria ISSN: 0103-0582 rpp@spsp.org.br Sociedade de Pediatria de São Paulo Brasil Veloso, Lucia de Fátima G.; Almeida, João Aprígio G. O aleitamento materno nos programas brasileiros de pós-graduação em Pediatria: perfil das dissertações e teses elaboradas de 1971 a 2006 Revista Paulista de Pediatria, vol.
27, núm.
2, junio, 2009, pp.
154-159 Sociedade de Pediatria de São Paulo São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=406038929007 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Artigo Original O aleitamento materno nos programas brasileiros de pós-graduação em Pediatria: perfil das dissertações e teses elaboradas de 1971 a 2006 Breastfeeding in Brazilian Pediatrics postgraduate programs: a profile of academic papers made from 1971 to 2006 Lucia de Fátima G.
Veloso1, João Aprígio G.
Almeida2 RESUMO ABSTRACT Objetivo: Traçar o perfil da produção sobre o tema “aleitamento materno” na pós-graduação stricto sensu em Pediatria no Brasil. Métodos: Análise descritiva das dissertações e teses produzidas no período de 1971 a 2006 pelos programas reconhecidos pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Resultados: Os 12 programas produziram 1.494 obras, das quais 68 (4,55%) utilizaram o aleitamento materno como objeto de construção, sendo 50 em nível de mestrado e 18 de doutorado.
A região Sudeste detém o maior número de Programas.
Houve predominância dos estudos quantitativos.
A Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, a Universidade de São Paulo e a Universidade Federal de São Paulo foram as que mais se dedicaram ao estudo do tema.
Dois programas não apresentaram estudos sobre aleitamento materno.
Os programa...





Documentos relacionados