Associação entre o estilo de vida dos pais e a composição corporal dos filhos adolescentes Reportar como inadecuado




Associação entre o estilo de vida dos pais e a composição corporal dos filhos adolescentes - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Andreia Pelegrin ;Revista Paulista de Pediatria 2009, 27 1

Autor: Edio Luiz Petroski

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=406038928008


Introducción



Revista Paulista de Pediatria ISSN: 0103-0582 rpp@spsp.org.br Sociedade de Pediatria de São Paulo Brasil Petroski, Edio Luiz; Pelegrin, Andreia Associação entre o estilo de vida dos pais e a composição corporal dos filhos adolescentes Revista Paulista de Pediatria, vol.
27, núm.
1, marzo, 2009, pp.
48-52 Sociedade de Pediatria de São Paulo São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=406038928008 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Artigo Original Associação entre o estilo de vida dos pais e a composição corporal dos filhos adolescentes Association of parental lifestyle with body composition of their adolescent children Edio Luiz Petroski1, Andreia Pelegrini2 Resumo ABSTRACT Objetivo: Verificar a associação entre o estilo de vida dos pais e a composição corporal de seus filhos adolescentes. Métodos: Participaram do estudo 120 indivíduos, sendo 40 adolescentes de 14 a 17 anos do sexo masculino e seus respectivos pais (n=80).
Os adolescentes foram divididos em dois grupos de acordo com o percentual de gordura (%G): baixo (%G 11%) e alto (%G 20%). Mensuraram-se o peso, a estatura e as dobras cutâneas (tríceps e subescapular) e estimou-se o %G dos adolescentes por meio da equação de Lohman.
O questionário “estilo de vida fantástico” foi respondido pelos pais.
Para a análise estatística, utilizou-se o teste exato de Fischer, considerando-se significante p 0,05. Resultados: A prevalência de excesso de peso foi duas vezes maior nos pais de adolescentes com %G alto em comparação aos pais daqueles com %G baixo (42 e 25%; 75 e 15%, para mães e pais respectivamente).
O estilo de vida dos pais dos adolescentes com %G baixo foi significativamente melhor que os pais...





Documentos relacionados