Do messianismo populista à distopia contemporânea: os tortuosos percursos da modernidade literária brasileira na segunda metade do século xx Reportar como inadecuado




Do messianismo populista à distopia contemporânea: os tortuosos percursos da modernidade literária brasileira na segunda metade do século xx - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Revista do Instituto de Estudos Brasileiros 2015, 60

Autor: Luciana Murari

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=405641282011


Introducción



Revista do Instituto de Estudos Brasileiros ISSN: 0020-3874 revistaieb@usp.br Universidade de São Paulo Brasil Murari, Luciana Do Messianismo Populista à Distopia Contemporânea: os tortuosos percursos da modernidade literária brasileira na segunda metade do século xx Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, núm.
60, abril, 2015, pp.
190-197 Universidade de São Paulo São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=405641282011 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Do Messianismo Populista à Distopia Contemporânea: os tortuosos percursos da modernidade literária brasileira na segunda metade do século xx Luciana Murari1 ARAÚJO, Homero Vizeu.
Futuro Pifado na Literatura Brasileira: Promessas Desenvolvimentistas e Modernização Autoritária.
Porto Alegre, UFRGS, 2014, 284 p. O teatro de Nelson Rodrigues e o de Chico Buarque, a poesia de Carlos Drummond de Andrade, a de Cecília Meirelles e a de João Cabral de Melo Neto, a canção de Caetano Veloso, o romance de Carlos Heitor Cony e o de João Guimarães Rosa, entre outras criações da moderna cultura brasileira, inspiram as leituras de Homero Vizeu Araújo em Futuro Pifado na Literatura Brasileira.
A coletânea, formada por ensaios e artigos autônomos, parece especialmente heterogênea à primeira vista, mas o subtítulo define o escopo da grande maioria dos artigos e ensaios nela reunidos: Promessas Desenvolvimentistas e Modernização Autoritária. Ao fim e ao cabo, a soma das partes mostra-se maior que o todo, já que o livro nos permite acompanhar uma reflexão amadurecida sobre a experiência histórica singular da sociedade brasileira da segunda metade do século XX em diante.
A diversidade dos temas deste Futuro Pifado ...





Documentos relacionados